O que é volatilidade?

A volatilidade é uma noção essencial e indispensável para qualquer investidor na Bolsa de Valores. De fato, ela permite determinar os melhores momentos para tomar posição sobre os ativos em função da dinâmica das suas movimentações no mercado financeiro.  

O que é volatilidade?
75% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor. Deve ponderar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o risco elevado de perder o seu dinheiro.

 

A volatilidade: Definição e funcionamento:

Chama-se “volatilidade” um dado que permite conhecer a força dos movimentos ou das variações da cotação de um ativo em um determinado período. Frequentemente, a volatilidade é calculada diariamente, mas esse período de análise pode variar em função do tipo de mercado estudado.

A volatilidade permite, portanto, obter informações sobre a estabilidade ou, ao contrário, a instabilidade de um mercado. Sabe-se, por outro lado, que quanto maior a volatilidade, maior amplitude terão as movimentações, e inversamente. Portanto, é mais interessante negociar durante os períodos mais voláteis.

Os investidores profissionais e os traders individuais utilizam regularmente a análise da volatilidade, seja pela volatilidade histórica, seja pela volatilidade implícita.

 

A volatilidade histórica e sua análise:

Essa forma de análise da volatilidade busca estudá-la em um período anterior ao período atual. Mesmo assim, é muito interessante para analisar a volatilidade presente.

No entanto, convém utilizar a volatilidade histórica como complemento de análise e não se limitar a esse único parâmetro, já que outros elementos podem interagir com esses efeitos anunciadores e modificar o nível de volatilidade obtido, tais como a aversão ao risco ou as condições gerais do mercado.

Portanto, é colocando lado a lado o conjunto desses fatores que se obtém o nível de volatilidade mais ajustado para o período atual, e futuro.

 

A volatilidade implícita e sua análise:

Essa é a parte mais interessante do estudo da volatilidade, já que a volatilidade implícita nos indica a volatilidade que está por vir com relação à cotação de um ativo. Seu cálculo é essencialmente baseado na diferença entre a oferta e a demanda, levando também em conta outros fatores influentes citados acima.

Os efeitos ditos “anunciadores” são frequentemente sinônimos de uma forte volatilidade dos mercados. Para analisar corretamente a volatilidade implícita, é essencial você se manter informado de todos os eventos que estiverem por vir por meio da consulta de um calendário econômico on-line.

Para efetuar cálculos de volatilidade, é possível utilizar indicadores técnicos que forem comprovados no passado e que são utilizados pelos profissionais, tais como a Bandas de Bollinger ou, de forma mais geral, indicadores que utilizam as médias móveis nos seus cálculos. São ferramentas frequentemente propostas gratuitamente pelas corretoras e os bancos on-line, mas que devem ser utilizados conjuntamente com sua percepção do mercado e suas antecipações quanto às reações dos outros investidores.

 

A volatilidade como indicador de risco no trading:

Uma das principais aplicações da volatilidade no âmbito do trading consiste em determinar o nível de risco de um ativo e de sua tendência. De acordo com a volatilidade detectada, o investidor poderá decidir, em função do nível de risco assumido, tomar ou não tomar posição. Veja a seguir como interpretar a volatilidade de um mercado em termos de avaliação do risco.

Quando o coeficiente beta é superior a 1%, é mais frequentemente a indicação de uma próxima reação de um título financeiro, seja para a alta ou para a queda, com relação a seu mercado. O risco aí é bastante elevado.

Ao contrário, quando o coeficiente beta está inferior a 1%, considera-se que a volatilidade desse valor mobiliário será inferior ao desempenho do mercado, também na alta ou na queda. Tal volatilidade fraca indica um nível de risco relativamente reduzido.

Enfim, se o beta é inferior a 0%, considera-se que o valor estudado pode reagir de maneira contraditória com relação à evolução real do mercado. Quando o mercado ganhará pontos, o valor evoluirá mais provavelmente para a queda et inversamente quando o mercado perderá pontos. Será bastante interessante utilizar tais valores mostrando um beta inferior a zero no âmbito de uma estratégia de cobertura.

A volatilidade de um ativo poderá também lhe servir para dar mais segurança aos seus investimentos, ao depender menos do momento escolhido para abrir suas posições. Com efeito, um ativo apresentando uma volatilidade forte será mais complicado de negociar, devido ao fato que uma entrada no mercado no fim de uma tendência reduziria sensivelmente suas margens potenciais. No caso de um ativo com volatilidade fraca, o momento da tomada de posição terá menos impacto sobre a rentabilidade futura considerada.

 

Quais são os diversos indicadores de volatilidade que você pode utilizar?

Abordemos agora um aspecto mais concreto da análise da volatilidade ao apresentar alguns dos principais indicadores técnicos que se podem utilizar para determinar o nível de volatilidade de um ativo.

O SAR, ou sistema parabólico, é um dos principais indicadores de volatilidade utilizados no mundo do trading. Mais precisamente, seu nome significa Stop and Reverse parabolique, ou seja, indicador parabólico de parada e reversão. Esse indicador de volatilidade serve principalmente para definir os melhores pontos de entrada e de saída do mercado.

O indicador Momentum é outro indicador de volatilidade muito interessante que se encontra nos gráficos das melhores plataformas de negociação do mercado. Encontra-se também com o nome de ROC, para Rate of Change, ou seja, taxa de variação. Ele permite determinar a velocidade com a qual uma tendência muda. Mais precisamente, o valor do Momentum informa dessa variação na forma de um percentual da cotação atual do mercado com relação à cotação de determinados períodos passados.

Os diversos canais de volatilidade são também indicadores interessantes, dado que são bastante simples de serem interpretados graficamente. Trata-se de indicadores que utilizam o traçado de linhas gráficas ligadas à volatilidade acima e abaixo da cotação do ativo estudado. Às vezes, para definir tais linhas de canais, fala-se também de faixas ou de envelopes. Essas faixas são mais largas a medida que a volatilidade se reforça e vão se estreitando quando a volatilidade enfraquece. Dentre os canais de volatilidade mais populares e mais utilizados do mercado, encontram-se, notadamente, as bandas de Bollinger, ou ainda o canal de Keltner.

O indicador ADX é mais um indicador, muito difundido dentre os investidores on-line, que permite analisar a volatilidade de um ativo. ADX significa Average Directionnal Movement Index que permite medir a força de uma tendência em curso ou passada. Admite-se geralmente que um indicador ADX inferior a 20 indica um período de range. Um indicador ADX incluído entre 20 e 40 será sinal de um período de forte volatilidade e, portanto, de risco importante. Enfim, um ADX superior a 40 será o sinal de uma volatilidade extremamente forte e, evidentemente, um risco muito elevado.

As médias móveis são também um indicador de volatilidade interessante, notadamente para os iniciantes, haja vista que sua interpretação é geralmente mais simples que para os demais indicadores. Calcula-se assim a volatilidade a partir da distância entre duas médias móveis.

Agora que você conhece os diversos indicadores técnicos de volatilidade a sua disposição, você provavelmente hesita sobre qual indicador privilegiar para suas análises. Na realidade, a escolha de tal indicador dependerá principalmente de sua propensão em entendê-lo e interpretá-lo correta e rapidamente. Recomendamos, por isso, testar diversos indicadores, a fim de observar qual deles o(a) deixa mais à vontade.

 

Classificação: 3.86 42 votos

Invista agora sobre os ativos mais voláteis:

As plataformas de trading que recomendamos em nosso site são ideais para encontrar ativos que apresentam tendências voláteis e nos quais investir. Propomos de testar aqui um dos melhores brokers do mercado onde você poderá analisar e utilizar tais tendências voláteis para implementar suas estratégias.

Comece a negociar on-line
75% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor. Deve ponderar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o risco elevado de perder o seu dinheiro.