Analisara cotação do petróleo ao vivo

Certamente, já ouviram falar das vantagens em investir em matérias-primas e, em especial, nas matérias-primas energéticas, tais como o petróleo. Mas ainda é preciso saber como comprar barris de petróleo para conseguir se aproveitar, no ato de revenda, da alta dos preços. É por esse motivo que, neste artigo, vamos explicar detalhadamente as diversas soluções que se apresentam para obter sucesso nesse investimento.  

Invista em petróleo já!
75% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor. Deve ponderar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o risco elevado de perder o seu dinheiro.

Our advice for trading petróleo

Tip number 1

Os dados da produção em número de barris por dia dos países da OPEP. Uma produção excessiva geralmente leva a uma queda do preço do barril e inversamente;

Tip number 2

Os inventários, notadamente os estoques dos Estados Unidos, que são publicados semanalmente no calendário econômico. Grandes estoques contribuem também para a queda dos preços, enquanto estoques pequenos levam a uma alta dos preços;

Tip number 3

A situação geopolítica internacional: Os conflitos que atingem os países produtores e exportadores de petróleo geralmente influenciam o preço do barril;

Tip number 4

Finalmente, o valor do dólar americano no mercado cambial é também um fator determinante. O barril de petróleo sendo cotado em dólar, quanto mais fraca fica essa moeda, mais aumenta a compra de petróleo pelos detentores de outras moedas.

Invista em petróleo já!
75% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor.

Onde e como é estabelecido o preço do barril de petróleo?

O preço do barril de petróleo bruto, em outras palavras, sua cotação, é principalmente estabelecido em dois mercados: o NYMEX (New‑York Mercantile Exchange), nos EUA, e o ICE (Intercontinental Exchange), localizado em Londres. Trata‑se de uma cotação contínua, ou seja, 7 dias por semana e 24 horas por dia.

Essa cotação fundamenta‑se sobre o que é chamado “os brutos de referência”, como o WTI (West Texas Intermediate), o Brent (Bruto do Mar do Norte) e o Arabian Light. Hoje em dia, a grande maioria das transações entre investidores é realizada eletronicamente.

Existe também um mercado a termo do petróleo bruto no qual os barris são vendidos por lotes, um ou vários meses antes da entrega.

Calculado em dólares por barril, o preço do petróleo é, antes de tudo, determinado por comparação entre a oferta e a demanda mundial. Aliás, é bem interessante negociar essa matéria‑prima energética no curto prazo, pois seu preço é muito volátil pelo fato de evoluir de maneira forte e concreta muito repentinamente.

Evidentemente, além da demanda objetivando abastecer consumidores e transformadores de petróleo, cabe levar em conta vários fatores externos que vamos detalhar aqui.

 

Como analisar a cotação do petróleo ao vivo?

Uma análise pertinente da cotação do barril de petróleo ao vivo passa, em primeiro lugar, por uma boa escolha dos gráficos financeiros. Somente os gráficos em tempo real lhe permitirão identificar os movimentos decisivos e sua força, ou seja, sua volatilidade. De acordo com seu tipo de negociação, você escolherá gráficos em minutos, horas, ou até dias. No caso do Day Trade, prefira gráficos em candlesticks.

Não deixe de observar os níveis de suporte e resistência, e seu posicionamento com relação à cotação real do petróleo em um dado momento.

 

Os diversos tipos de petróleo e suas cotações

Dentre as matérias‑primas mais negociadas, encontra‑se o barril de petróleo bruto que é um dos ativos preferido dos traders on‑line. No mercado financeiro, você poderá utilizar os CFD para especular em dois tipos de petróleo diferentes: o petróleo Brent e o WTI.

O petróleo Brent é um tipo de petróleo extraído principalmente do Mar do Norte e cotado na Bolsa de Valores de Londres. Trata‑se do petróleo de referência no mercado europeu. Esse petróleo contém um percentual bruto de enxofre da ordem de 0,37%, o que torna seu refinamento mais difícil do que o petróleo WTI. Embora produzido na Europa, ele é uma referência mundial, pois seu preço influencia o preço de dois terços da produção mundial.

O petróleo WTI, ou West Texas Intermediate, é produzido nos Estados‑Unidos, principalmente no Texas. Ele contém 0,24% de enxofre e, portanto, é mais fácil de refinar do que o Brent. O WTI é cotado no mercado nova-iorquino NYMEX. Contudo, é menos presente no mercado internacional, pois é principalmente vendido nos Estados‑Unidos ou na América do Norte.

 

Cotação do petróleo Brent

O petróleo Brent é uma referência no mercado de petróleo, da mesma forma que o petróleo WTI. Evidentemente, sua cotação atende critérios específicos e ocorre em um mercado financeiro distinto. Por meio deste artigo, propomos aprender mais a respeito desse tipo de petróleo e sua cotação. Você encontrará aqui o acesso a sua cotação ao vivo, claro, mas também algumas explicações sobre esse tipo de petróleo e uma análise histórica da cotação dessa matéria-prima ao longo dos últimos dez anos. Todas as informações que precisa para efetuar uma análise pertinente desse ativo financeiro estarão na sua mão.

 

Acerca do petróleo Brent:

O petróleo Brent é um petróleo extraído de jazidas situadas no Mar do Norte. Ele é mais leve que outros petróleos e apresenta uma taxa de enxofre menor. Geralmente mais caro que os demais, ele é referência no cálculo do valor de cerca de dois terços dos petróleos mundiais.

A cotação do barril de Brent é dada no mercado londrino da London Stock Exchange. Essa cotação é estabelecida comparando a oferta e a demanda mundial. Tais critérios decorrem de vários fatores, tais como a política energética mundial, ou então a saúde econômica dos países importadores.É bastante fácil prever a evolução desse ativo em curto ou longo prazo.

 

Análise histórica da cotação do petróleo Brent:

A análise técnica dos gráficos financeiros históricos do petróleo Brent é bastante interessante, pois demonstra em que esse ativo pode se revelar volátil e, portanto, interessante para negociá-lo on-line.

De fato, no decorrer dos últimos dez anos, este passou sucessivamentepor várias tendências fortemente marcadas. A primeira tendência altista permitiu que a cotação do Brent alcançasse a sua mais alta histórica com USD 146,08 em julho de 2008, antes de cair significativamente numa contra tendência baixista acentuada. Desta feita, ele retorna à casa dos USD 40,15 no mês de dezembro do mesmo ano.

Progressivamente, a cotação do barril de petróleo Brent subiu de novo, seguindo uma tendência altista até alcançar a marca de USD 126,65 em 2011 à qual se seguiu um longo período de estabilização até junho de 2014. Tal como o WTI, a cotação caiu novamente e ficou em USD 46,68 em janeiro de 2015. Contudo, ele parece estar a caminho de conquistar de novo os pontos perdidos.

 

Nossas previsões quanto à evolução da cotação do petróleo Brent:

De acordo com os analistas especializados no mercado de petróleo, a crise que estamos atravessando atualmente, e que fez com que caíssem os preços do barril nos últimos meses, deveria rapidamente dar lugar a um novo período altista.

Pertinente seria, portanto, tomar desde já posição longa nesse ativo do mercado das matérias-primas, aproveitando também, ao mesmo tempo, as movimentações em curto prazo.

 

Cotação do WTI (West Texas Intermediate)

Considerado referência na precificação do petróleo, a cotação do WTI é interessante para todos os investidores em matérias-primas energéticas. Neste artigo, vamos nos interessar mais especificamente nesse ativo tomando o tempo de descobrir sua definição exata, os princípios que norteiam sua cotação e, claro, o histórico de sua cotação ao longo dos últimos dez anos.

 

O que é o WTI ou West Texas Intermediate?

É chamado West Texas Intermediate, comumente WTI, um tipo de petróleo bruto que também é chamado Texas Light Sweet. Esse petróleo bruto possui uma importância muito especial nos mercados financeiros por se tratar de uma referência quanto à fixação do preço do petróleo bruto para os contratos a termo, da mesma forma que o petróleo Brent do Mar do Norte.

Fisicamente falando, o petróleo WTI é mais leve ainda que o Brent e contém somente 0,24% de enxofre. Ele é refinado nos Estados-Unidos, no Midwest.

 

Princípio de cotação do WTI ou West Texas Intermediate:

A cotação do petróleo bruto WTI, assim como seu histórico, são publicados e atualizados em tempo real pelo departamento de Energia dos Estados-Unidos.

No passado, o preço do petróleo bruto WTI era sistematicamente um dólar acimado Brent, e dois dólares superior à cesta OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo). Isso se deve ao fato de que o WTI, sendo mais leve, é mais fácil de refinar. Hoje, essa regra não é mais aplicada. Hoje, o preço do barril de WTI é essencialmente função da força da demanda dos países importadores, comparada à produção americana e aos estoques armazenados.

 

Histórico da cotação do WTI ou West Texas Intermediate:

Apresentamos abaixo um lembrete sobre os fatos históricos marcantes relativos à cotação do WTI.
A primeira vez que a cotação do barril de WTI passou abaixo da cotação do Brent, em 2008, este ficou com uma diferença de USD 4,00. Outra queda, registrada em 2010, alcançou USD 10,00 de diferença negativa em abril, e até USD 20,00 em agosto do mesmo ano. O recorde culminou em setembro de 2011 quando o barril de WTI passou a custar USD 26,80 a menos do que o barril de Brent.

Essa queda importante de valor do WTI nos gráficos financeiros se explica facilmente pela análise fundamentalista já que se observou, à época, um aumento dos estoques nos Estados-Unidos. Porém, a demanda sendo limitada geograficamente pela dificuldade de transporte do bruto, a demanda não seguiu a oferta.

Entretanto, as perspectivas de alta da cotação do WTI são muito fortes atualmente e, portanto, é o melhor momento para investir nesse ativo.

 

Como interpretar o valor do petróleo e sua cotação ao vivo?

O petróleo é cotado no mercado financeiro em dólares americanos por barril. Diferencia-se, no entanto, o barril de WTI do barril de Brent. O WTI, ou West Texas Intermediate, é atualmente o petróleo de referência nos EUA. É, portanto, seu valor que é utilizado para fixar a cotação do petróleo no mercado NYMEX.

Quanto ao Brent, trata-se de um petróleo extraído do Mar do Norte. Seu valor permite fixar cerca de 60% dos petróleos negociados em Bolsa de Valores. Nas plataformas de trading padrão, você terá acesso a esses dois tipos de petróleo.

Mas o valor do petróleo também é determinado por seu status peculiar no mercado das matérias primas, uma vez que se trata de uma energia amplamente utilizada como bem de consumo, seja como combustível, seja pela indústria. Sua produção emana principalmente dos países membros da OPEP, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo. Com efeito, a OPEP tem como objetivo de regular os preços e as cotações do petróleo, notadamente ao influenciar as cotas de produção. Isso evita um disparo dos preços em caso de falta, ou uma queda com uma produção excessiva.

 

Os outros fatores que influenciam diretamente a cotação do petróleo:

Para aprender a interpretar a evolução da cotação do barril de petróleo ao vivo, é preciso, antes de tudo, compreender os mecanismos que a influenciam. Para ajudá-lo(a) nesse entendimento, veja a seguir os principais fatores que podem fazer a cotação variar para a alta ou a queda.

  • A oferta e a demanda: Como qualquer ativo da Bolsa, a cotação do petróleo é em primeiro lugar influenciada pela diferença entre a oferta e a demanda. Se a oferta é geralmente controlada pela OPEP em função da demanda, é importante levar em conta a vontade dos países produtores em exportar sua produção. Certas decisões econômicas ou sanções internacionais podem assim influenciar diretamente os preços ao impedir para um país a venda dos seus barris. Da mesma forma, a oferta de petróleo pode ser aumentada graças à descoberta de novas jazidas. Quanto à demanda, ela é determinada, antes de tudo, pela industrialização mundial e a constituição de estoques, notadamente nos Estados‑Unidos. A utilização cada vez mais importante de outras fontes de energia, como o gás de xisto também influencia o preço do barril. De forma geral, lembraremos que os períodos de crescimento econômico são frequentemente sinônimos de elevação dos preços do petróleo e, inversamente, em períodos de crise uma queda de sua cotação.
  • Os conflitos geopolíticos: Trata-se certamente e um dos elementos mais influentes sobre a cotação do barril de petróleo. Mas é preciso interpretar corretamente esses conflitos, pois eles não acarretam sistematicamente uma alta de preço. Ao contrário, em certos casos, como pode-se observar em 2016, esses conflitos podem levar a uma derrubada das cotações.
  • A concorrência entre o petróleo e outras matérias primas energéticas: Numa hora em que as preocupações ecológicas tomam a frente, o petróleo deve enfrentar a concorrência de muitas outras matérias primas energéticas. O preço do petróleo é, portanto, influenciado pelo preço dessas outras energias, entre as quais o gás natural, a fim de avaliar se ele está excessivamente cotado ou, ao contrário, se sua cotação não está subavaliada. Você pode assim observar que os preços dessas diversas matérias primas tendem a evoluir simultaneamente.
  • A influência do dólar americano sobre o petróleo: Como outras matérias primas, o petróleo bruto WTI é cotado em dólares americanos. Sendo exportado no mundo inteiro, o valor dessa divisa, frente as outras moedas, influencia também muito as cotações do petróleo bruto. Com efeito, um dólar de valor baixo tende a tornar a compra de barris de petróleo mais atrativa para os países tendo outra moeda e que se aproveitarão de uma taxa de câmbio interessante. Caso contrário, com um dólar forte, a demanda será significativamente em queda. Constata-se assim frequentemente uma correlação invertida entre a cotação do dólar americano e a do petróleo bruto.

 

Deve-se investir na alta ou na queda da cotação do petróleo ao vivo?

Se você considera investir em breve na cotação do barril de petróleo e que você ainda não sabe qual estratégia adotar, saiba que difícil será escolher entre tantas opções existentes no que se refere a esse ativo.

Investir na alta do petróleo é pertinente se adotar uma estratégia de longo prazo. De fato, desde sua forte queda de 2016, o barril de petróleo representa um investimento de fundo bastante atrativo, já que todos os analistas especialistas desse mercado concordam em dizer que sua cotação deveria voltar a subir fortemente nos próximos anos. Pense apenas em cobrir suas perdas com um capital suficiente.

Mas as estratégias de curto prazo permitem especular tanto na alta quanto na queda desse ativo. Com efeito, bastará utilizar os dados fundamentalistas que acabamos de mencionar e que influenciam diretamente a cotação do petróleo para negociar quer na sua alta, quer na queda. Aqui, é preciso mostrar‑se rápido e tomar suas posições na hora certa, antecipando as tomadas de posição precoces dos investidores.

 

Como fazer uma previsão de curto prazo sobre a cotação do petróleo?

Interessemo‑nos primeiramente aos métodos que permitem prever a evolução em curto prazo do preço do petróleo.

Se você só dedica algumas horas por dia à negociação do petróleo por meio dos CFD de um broker de CFD, você vai ter de se interessar pela evolução do petróleo no curto prazo.  É o que é chamado de micro movimentos que lhe será mais útil. Para antecipar tais micro movimentos, você vai utilizar principalmente a análise gráfica e analisar os indicadores seguintes:

  • As tendências: Negociar dentro de uma tendência forte é certamente a melhor maneira de aumentar suas chances de ganho. Se observar uma tendência forte e duradoura, tem fortes chances de ela perdurar no curto prazo.
  • Suportes e resistências: Um nível de suporte técnico é o nível mais baixo atingido por uma tendência num determinado prazo. Quando esse suporte é ultrapassado na queda, isso indica uma progressão da tendência baixista e, no inverso, se não for ultrapassado, indica uma reversão altista. O nível de resistência, por sua vez, corresponde ao nível mais alto alcançado no mesmo período. Quando é superado, a tendência prossegue para a alta e, caso contrário, reverte‑se para a queda.

Existem outros indicadores técnicos mais complexos que permitem estabelecer uma previsão de curto prazo sobre a cotação do petróleo, como as médias móveis, por exemplo, mas não as abordaremos aqui.

 

Como saber de que forma a tendência vai evoluir com relação ao preço do petróleo?

Os analistas que acreditam atualmente numa retomada da tendência altista do preço do petróleo fundamentam suas análises em diversos aspectos do mercado. Descubra aqui quais indicadores são levados em consideração e seu grau de confiabilidade.

Primeiramente, esses analistas levam em conta as previsões da AIE, a Agência Internacional da Energia, que recentemente publicou um relatório sobre as previsões em termos de oferta e demanda em petróleo para os próximos anos, mais especificamente até 2034. De acordo com esse relatório, parece que o petróleo perderá aos poucos certo espaço no mercado energético, notadamente frente ao gás natural. No entanto, e ainda que tal notícia pudesse anunciar uma tendência baixista do preço do petróleo, consta nesse estudo que a demanda continuará aumentando no mesmo período. Com efeito, a AIE prevê um aumento do consumo de petróleo pela indústria devido ao desenvolvimento do setor.

Uma tendência altista dos preços do petróleo pode também ser considerada com vista ao crescimento econômico mundial que, após um período de crise, iniciado em 2008, começa sua retomada. Tal crescimento deveria prosseguir, no mínimo, durante os próximos dez anos, levando consigo um aumento do consumo de energia e, portanto, de petróleo.

Enfim, no que se refere à produção de petróleo e apesar de uma produção cada vez mais importante de petróleo de xisto, os países produtores se concertaram recentemente sobre a implementação de quotas que permitem reverter a queda dos preços. Paralelamente, nota‑se uma queda sensível de descobertas de novas jazidas, o que deveria, a termo, levar a uma queda de produção.

Finalmente, é preciso levar em conta o efeito especulativo sobre a cotação do petróleo. Poucos foram os investidores que investiram nessa matéria‑prima no decorrer dos últimos anos e os analistas acreditam numa subavaliação do preço do barril que deveria ser corrigida em breve.

 

Avaliar a tendência do preço do petróleo em curto prazo:

Para os investidores que desejam utilizar os CFD para negociar o petróleo no curto prazo, recomendamos acompanhar todas as atualidades relacionadas ao mercado petrolífero a fim de detectar as futuras tendências da melhor maneira. Assim sendo, entre outras possibilidades, você poderá acompanhar o calendário econômico onde estão publicadas as informações acerca dos estoques americanos, ou ainda as decisões da OPEP, bem como assinar um feed de notícias especializadas a fim de acompanhar os eventos geopolíticos mais marcantes.

Enfim, você não se esquecerá de utilizar a análise técnica, observando os principais indicadores do mercado que lhe apontarão as tendências em curto prazo, sua força e sua volatilidade. Com efeito, é utilizando simultaneamente a análise técnica e a análise fundamentalista que você poderá implementar uma estratégia de negociação eficiente sobre o petróleo, antecipando da melhor maneira as tendências que estão por vir e tomando posições estratégicas em função desses sinais.

 

Quais são as previsões atuais sobre a cotação do petróleo?

As previsões relativas à cotação do petróleo que se observam atualmente variam em função da visão de investimento. Com efeito, enquanto as previsões em médio prazo oscilam com a probabilidade de movimentos de correção baixista e altista sucessivos, as previsões de longo prazo permanecem globalmente positivas, com forte probabilidade de alta.

A cotação do petróleo sofre com vários reveses desde 2016, notadamente por causa dos conflitos que afetaram os países produtores e o aumento da produção de petróleo de xisto nos Estados‑Unidos e na Rússia. Dessa forma, podemos observar movimentos altistas e baixistas sucessivos, os investidores encontrando dificuldades para encontrar a direção em que tomar posição. De acordo com os analistas e as previsões da AIE (Agência Internacional de Energia), essa tendência oscilante deveria prosseguir ao menos até o fim de 2018. Dentre as causas, notadamente, as quotas drásticas impostas pela OPEP que deixam alguns países produtores, como a Arábia Saudita, numa situação de queda de produção, ao passo que Rússia e Estados‑Unidos continuam turbinando sua produção. Com possibilidade de acordos e reversões, é provável que observemos ainda uma evolução de alto e baixos ao longo dos próximos meses.

Com relação às previsões de prazo mais longo na cotação do petróleo, elas são nitidamente mais positivas, com consenso dos analistas em falar numa retomada altista longa. Com efeito, os indicadores utilizados para analisar as possibilidades de evolução da cotação do petróleo em longo prazo são principalmente os da oferta e da demanda. E havemos de constatar que a demanda não vai deixar de crescer por ainda vários anos, ou até várias décadas, em grande parte por causa do desenvolvimento da indústria no mundo e a retomada do crescimento econômico. Paralelamente, e apesar de atualmente termos excedentes de produção, esta deveria se reduzir aos poucos com o esgotamento de certas jazidas e a dificuldade que as companhias petrolíferas têm para encontrar novas. Nota‑se também que, de um ponto de vista especulativo, essa situação certamente dará margem a uma onda estratégica de compra de petróleo por parte de investidores, contribuindo para a alta dos preços.

 

Utilizar essas previsões para tomar posição sobre a cotação do petróleo:

Quer se trate de previsões de longo prazo, quer de prazo mais curto sobre a cotação do barril de petróleo bruto, você pode utilizá‑las ao seu favor a fim de tomar posição sobre essa matéria‑prima por meio dos CFD.

Se você optar por uma posição altista longa, pense em prever um capital suficiente que resistirá às tendências baixistas do mercado nessa situação caótica. Preveja também ordens stop e limit bastante amplos para alcançar seu objetivo sem cortar suas perdas cedo demais.

Se utilizar uma estratégia de investimento de curto prazo, utilize principalmente os dados fundamentalistas do calendário econômico, a atualidade do mercado petrolífero e, claro, a análise técnica para elaborar previsões confiáveis sobre a evolução rápida da cotação do barril e aproveitar‑se de todas as oportunidades estratégicas.

Como escolher sua plataforma de trading de petróleo?

A maior parte das plataformas de negociação on-line apresentadas em nosso site são credenciadas pela Cysec, o que representa uma garantia de seriedade e de qualidade. As outras têm credenciamentos europeus também confiáveis. Portanto, pode ingressar na aventura sem hesitação.

Invista em petróleo já!
75% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor.
Classificação: 4.01 78 votos