Investir em cacau

Dentre as matérias-primas alimentícias mais negociadas no mundo, vale destacar o cacau que aparece em ótima posição. Os volumes de transações quotidianas desse produto são tais que se torna muito interessante investir nele, seja por meio de produtos derivados, como os CFD, seja comprando ações das empresas que o comercializam.  

Investir em cacau
78% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor. Deve ponderar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o risco elevado de perder o seu dinheiro.

Classificação: 3.73 30 votos

 

Apresentação geral do cacau:

Todo mundo conhece o cacau, matéria-prima usada, principalmente, na fabricação do chocolate, produto consumido em todas as partes do mundo. Mas o cacau entra também na fabricação de outros produtos derivados da agroindústria.

É na sua forma bruta, em favas, que o cacau é negociado nos mercados financeiros. A sua produção é principalmente localizada na zona oeste da África, responsável por mais de 70% da produção mundial.  Mais especificamente, essa produção é dividida entre dois países daquela região: a Costa de Marfim, produzindo 43% da produção total, e o Gana com 21%.

O restante da produção mundial de favas de cacau vem da América latina, notadamente o Brasil, mas também, por parte, da Indonésia.

Vale notar que o cacau é geralmente exportado dos países produtores para os países consumidores na sua forma bruta, ou seja, em favas. Somente uma vez no seu destino, nos países industrializados, que as mesmas são transformadas em chocolate.

Os países que mais consomem cacau são os países europeus, mas também os países da América do Norte, Estados-Unidos e Canadá, assim como o Japão.

 

Cotação do cacau:

Em grande parte, é no mercado LIFFE (London International Financial Futures Exchange), por sua vez em conexão com o mercado americano-europeu NYSE-Euronext, que ocorrem as transações de cacau. Encontra-se também negociado na NYBOT (New-York Board of Trade) que opera em torno de 10 toneladas anuais dessa matéria-prima.

A evolução da cotação do cacau no mercado financeiro depende de vários fatores externos, como as condições meteorológicas dos países produtores, mas também da demanda mundial e, portanto, da saúde econômica dos países importadores ou ainda do valor do dólar americano, moeda com a qual é cotado o cacau.

 

Análise histórica da cotação do cacau:

É muito interessante proceder à análise histórica das cotações do cacau no decorrer dos últimos anos. Com efeito, os gráficos financeiros do NYMEX mostram fortes variações do preço dessa matéria‑prima agrícola, quer em curto, quer em longo prazo.

Nota‑se também que a cotação do cacau segue uma tendência altista em longo prazo desde março de 2013, tendência emendada de curtas retrações baixistas pontuais. Essa tendência altista parece suficientemente forte para prosseguir nos próximos anos e, portanto, continua interessante tomar posição nessa matéria‑prima em curto ou longo prazo.

 

Por que a cotação do chocolate dispara?

O motivo principal dessa alta do valor do chocolate é claramente o aumento da distância entre uma oferta cada vez menor e uma demanda estável que, inclusive, tende a aumentar, dado que os países emergentes consomem cada vez mais cacau.

Paralelamente, por causa de plantações não renovadas e problemas com o clima, a produção parece ter dificuldades em seguir o movimento, haja vista que, atualmente, outros produtos básicos, como o óleo de palma, interessam mais aos agricultores.

Portanto, está na hora de se interessar por esse ativo financeiro, tão rentável em curto como em longo prazo, e negociá‑lo no mercado financeiro.

 

Os produtos financeiros para investir em chocolate:

Existem várias maneiras de negociar o cacau enquanto ativo financeiro. Utilizar os produtos derivados pode ser um bom exemplo com alguns ETF ou ETC que acompanham a evolução do índice do cacau. Vários brokers Forex oferecem também aos seus clientes especularem sobre o cacau por meio de CFD que utilizam diretamente o preço do ativo quando está em alta, mas também quando está em queda.

 

Indicadores a serem acompanhados para negociar o cacau:

Para especular eficazmente sobre o cacau, convém considerar vários indicadores de curto prazo, entre os quais citamos aqui os principais: 

  • A demanda, que depende essencialmente do poder aquisitivo das famílias nos países industrializados. Contudo, esse dado tem influência relativamente pequena nas cotações.
  • As condições de produção: pode se tratar de condições meteorológicas específicas ou de tensões geopolíticas afetando os países produtores.
  • A cotação das outras matérias-primas agrícolas também pode influenciar as cotações do cacau que, por vezes, é considerado como um valor-refúgio nesse setor. Quando as cotações de outros ativos do mercado agrícola estão em queda, os investidores podem vender suas posições e investir em cacau.

Invista na alta ou na queda da cotação do cacau:

O cacau é uma matéria prima interessante de se negociar para os investidores individuais. Graças às corretoras on line, invista diretamente na alta ou na queda da cotação desse ativo implementando estratégias específicas.

Invista sobre a cotação do cacau!*
78% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor. Deve ponderar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o risco elevado de perder o seu dinheiro.