Horários de abertura da Bolsa de Nova-Iorque

Últimas notícias

Moedas: a dívida dos EUA levanta questões, o dólar cai ligeiramente

11/05/2020 - 10h54

Não se pode fechar as notícias econômicas desta semana sem mencionar o estado da dívida dos Estados Unidos, o que suscita dúvidas. Além disso, as moedas devem ser mencionadas a fim de compreender o ligeiro declínio do dólar americano.

Vantagem 1

A economia americana no seu conjunto, pois o mercado frequentemente vai evoluir em alta em período de crescimento, e inversamente. Dentre os indicadores a serem privilegiados, seguir-se-ão, notadamente, os números do desemprego, a política da Reserva Federal, que é o banco central do país, as razões da inflação pelos índices de preços de consumo (IPC) e de despesas privadas (PCE), os números das vendas de retalho ou ainda as pesquisas do “ISM Manufactoring PMI”, nos setores da indústria manufatureira e não-manufatureira.

Vantagem 2

A política americana: Acompanhar-se-ão de perto as mudanças de política fiscal por parte do governo americano, notadamente durante os períodos de eleição e no momento da apresentação dos programas dos candidatos.

Vantagem 3

Os conflitos internacionais dos Estados Unidos: Como foi o caso com o conflito comercial entre os EUA e a China, qualquer litígio desse país com outro pode acarretar um risco maior para o mercado e, portanto, uma maior volatilidade dessa praça financeira.

Vantagem 4

A atualidade dos setores econômicos relevantes e das grandes empresas americanas: De fato, essas empresas podem, por si só, ter um impacto significativo sobre a cotação dos grandes índices americanos, de acordo com seu próprio peso nos mesmos.

Vantagem 5

A saúde econômica mundial: Os EUA sendo um país que vive em grande parte de suas exportações no exterior, convém atentar ao nível da saúde econômica mundo afora.

Vantagem 6

A cotação do dólar: Finalmente, o valor da divisa americana, comparada com as outras moedas do Forex, também terá seu efeito sobre a competitividade do país e, portanto, sobre a evolução de suas principais praças financeiras.

Negocie na Bolsa de Nova-Iorque!
80.5% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor.
Quando se decide especular nos mercados financeiros por conta própria, ou seja, utilizando os CFD das plataformas de trading Forex, é indispensável conhecer os ativos sobre os quais se investee, mais ainda, os horários de abertura desses mercados. É o que lhe propomos neste artigo com os horários da Bolsa de Valores de Nova-Iorque que é, hoje, uma das importantes praças financeiras do mundo.  

 

Quais são os horários da Bolsa de Valores de Nova-Iorque?

A New-York Stock Exchange, ou NYSE, apresenta diariamente os seguintes horários:

Mas, cuidado! Trata-se aqui dos horários americanos. Para convertê-los para o Brasil, é preciso levar em consideração a diferença de fuso horário e, também, os respectivos horários de inverno e verão.

 

Por que conhecer esses horários?

Os horários de abertura da Bolsa de Nova-Iorque são muito importantes, pois eles permitem acompanhar ao vivo as cotações dos ativos listados naquela praça, ou seja, a maior parte das ações americanas como Google e Facebook, por exemplo. Ao negociar durante esses horários, você terá maiores possibilidades de lucro.

 

Lembrete acerca da Bolsa de Nova-Iorque:

Antes de se investir na especulação on‑line na Bolsa de Nova‑Iorque, seguem algumas informações que, sem falta, você deve conhecer acerca dessa praça financeira incontornável das Bolsas internacionais.

A Bolsa de Valores de Nova‑Iorque é chamada NYSE, ou New‑York Stock Exchange. Trata‑se, na realidade, da principal plataforma de operações financeiras em Bolsas de Nova‑Iorque, mas também a maior praça financeira do mundo. A Bolsa de Nova‑Iorque é frequentemente chamada “Wall Street” pelos investidores e negociadores.

Uma das particularidades da Bolsa de Nova‑Iorque é que nem todas as operações são feitas de forma eletrônica, já que alguns títulos financeiros ainda são trocados por voz.

Antes dos anos 1990, era o Nasdaq que contabilizava os maiores volumes de ações nos Estados‑Unidos e no mundo, mas, desde então, o NYSE tomou a dianteira com uma capitalização financeira total que abrange todas as empresas cotadas nesse mercado que representa o triplo do Nasdaq.

É o NYSE Euronext (New York Stock Exchange Euronext) que possui a Bolsa de Valores de Nova‑Iorque. Esse grupo foi criado pela fusão entre a Euronext e a Archipelago Holdings que funcionava de maneira totalmente eletrônica.

A Bolsa de Nova‑Iorque é localizada no 11 Wall Street, mas é importante notar que a sede do NYSE fica, na realidade, no 18 Broad Street, no bairro financeiro localizado ao sul de Manhattan.

 

Capitalização e índices financeiros da Bolsa de Nova‑Iorque:

A Bolsa de Valores de Nova‑Iorque é a mais importante do mundo, haja vista que ali estão cotadas as ações de cerca de 3000 empresas, com uma capitalização financeira total que ultrapassa os 25.000 bilhões de dólares.

Obviamente, a Bolsa de Nova‑Iorque é também associada a diversos índices financeiros como: 

 

Como são cotados os índices financeiros ligados à Bolsa de Valores de Nova-Iorque?

Acabamos de ver quais são os dois principais índices da Bolsa de Nova-Iorque. Mas é importante notar que esses dois índices apresentam diferenças, haja vista que eles não são cotados da mesma maneira e que a classificação das empresas que o compõem varia significativamente de acordo com o método utilizado.

O índice considerado o índice principal da Bolsa de Nova-Iorque é evidentemente o Dow Jones Industrial Average, também chamado DJ30. Seu nome se deve ao fato de reunir as 30 maiores empresas dos Estados-Unidos. Nele, encontram-se títulos como, Microsoft, Coca-Cola ou Disney. Naquele índice, as empresas são classificadas de acordo com o valor de sua ação na Bolsa, ao contrário de outros índices que utilizam a capitalização financeira para realizar tal classificação.

O segundo principal índice da Bolsa de Nova-Iorque é o S&P 500. A sigla S&P significa Standard & Poor’s. Se este não for o primeiro índice da Bolsa nova-iorquina em termos de importância, ele é considerado como o mais representativo da economia americana e sua evolução. Com efeito, sua cotação é classificada em função das capitalizações financeiras das empresas, e não pelo valor de suas ações como o DJ. Como o nome sugere, o S&P 500 reúne as 500 empresas americanas com as maiores capitalizações financeiras. É a empresa Standard & Poor’s, que lhe deu o nome, que possui esse índice. Cabe lembrar aqui que essa empresa é também uma das principais agências de notação dos Estados-Unidos, assim como Moody’s e Fitch Ratings. É também essa mesma agência de notação que é encarregada de gerenciar esse índice financeiro.

 

Fusão entre a Bolsa de Nova-Iorque e a Euronext:

No âmbito da globalização da economia, a Bolsa de Nova-Iorque, ou seja, o NYSE, fusionou em 2007 com a Bolsa europeia Euronext que já reunia várias praças financeiras distintas, como Paris, Lisboa, Bruxelas ou Amsterdã, bem como o mercado a termo LIFFE de Londres.

Essa fusão entre as duas maiores praças financeiras da economia mundial permitiu simplificar as trocas financeiras entre os Estados-Unidos e a Europa, notadamente reduzindo o custo das transações.

Entretanto, nada muda na forma de você investir na cotação dos principais índices financeiros dessa praça financeira ou nas ações na Bolsa.

 

História e evolução da Bolsa de Nova-Iorque:

Para aprofundar seu conhecimento da Bolsa de Nova-Iorque, seguem abaixo alguma datas e dados históricos que você deve conhecer.

Perguntas frequentemente colocadas

Quais são os dias de fechamento da Bolsa de Nova-Iorque?

A Bolsa de Nova-Iorque permanece fechada nos principais feriados americanos, a saber: dia 1º de janeiro; o dia 20 de janeiro, Dia de Martin Luther King; dia 17 de fevereiro, o ‘President Day’; na Sexta-feira Santa; dia 25 de maio, pelo ‘Memorial Day’; dia 03 de julho, Dia da Independência; dia 07 de setembro, Dia do Trabalho; dia 26 de novembro, dia de ‘Thanksgiving’; e dia 25 de dezembro, dia de Natal.

Quando foi criada a Bolsa de Nova-Iorque?

Foi em 1792 que a Bolsa de Nova-Iorque foi criada, por 24 corretores reunidos debaixo de um plátano, em Wall Street, no intuito de determinar uma taxa de comissão uniforme para todas as vendas de títulos. Quando da sua criação, essa praça financeira contava apenas 5 valores, dentre as quais duas ações de bancos e três obrigações de Estado.  A partir de 1817, essa praça financeira contava com nada menos do que 380 mil ações.

Quais são os grandes índices financeiros da Bolsa de Nova-Iorque?

O NYSE conta, hoje, com três grandes índices financeiros principais: o Dow Jones Industrial Average, que reúne as 30 empresas mais importantes dos Estados Unidos; o S&P 500, que abrange as 500 maiores capitalizações financeiras das empresas americanas cotadas na Bolsa; e finalmente, o NASDAQ 100, que reúne principalmente os títulos tecnológicos, da Internet ou ligados à informática. O Nasdaq é também o segundo maior mercado de ações americano.

Como negociar na Bolsa de Valores de Nova-Iorque?

Os CFD e as opções binárias permitem negociar ao vivo na Bolsa de Valores de Nova-Iorque,seja especulando sobre os grandes índices financeiros americanos, seja investindo em ações cotadas nessa praça financeira.

Negocie na Bolsa de Nova-Iorque!
80.5% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor.