Como analisar os gráficos financeiros?

Como sonhar em obter lucros por meio da especulação na Bolsa de Valores sem entender os gráficos financeiros? De fato, é impossível, já que a interpretação desses gráficos é indispensável para qualquer análise técnica das cotações. Se compreender esses gráficos lhe parece muito complicado, esperamos que esse artigo mude sua opinião. A análise dos gráficos financeiros é a própria base da análise técnica e permite, portanto, tomar as melhores decisões, nos momentos mais oportunos, baseando-se em fatos concretos e observados no passado.  

Como analisar os gráficos financeiros?
75% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor. Deve ponderar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o risco elevado de perder o seu dinheiro.

 

Os gráficos em tempo real:

O gráfico em tempo real é certamente o mais acessível de todos os tipos de gráficos. Portanto, convém perfeitamente aos investidores iniciantes. São chamados assim porque a curva que eles apresentam é contínua e atualizada em tempo real.

O eixo horizontal do gráfico indica o tempo e o eixo vertical o nível da cotação.

Essa curva contínua representa as cotações de fechamento do ativo seguido a cada dia ou cada hora. Depois, essas cotações são ligadas entre si, o que forma uma curva contínua.

 

Os gráficos de barras:

Os gráficos de barras permitem ao investidor tomar conhecimento de vários dados ao mesmo tempo acerca da cotação do ativo. Além da cotação de fechamento, eles indicam também as cotações mais alta e mais baixa da sessão, bem como a cotação de abertura.

A parte mais alta de cada barra corresponde à cotação mais alta atingida, e o ponto mais baixo, à cotação mais baixa. O traço situado à direita da barra indica a cotação de fechamento, enquanto o traço à esquerda indica a cotação de abertura.

 

Os gráficos em “candlesticks”:

Esse modo de exibição teve sua origem no Japão, mas foi adaptado à maioria dos mercados financeiros por causa da qualidade e da quantidade dos seus indicadores. Nesses gráficos, não são mais barras, mas sim velas (“candle” em inglês) que aparecem. Essas velas indicam os mesmos elementos que as barras, ou seja, a cotação de abertura, a cotação de fechamento, as cotações mais alta e mais baixa atingidas.

Mas essa apresentação permite também levar em consideração outro critério de análise. Com efeito, de acordo com a cor da vela inserida, é possível visualizar se a cotação do ativo subiu durante o período, caso qual a vela é branca ou verde, ou se, ao contrário, baixou, caso em que a vela é de cor preta ou vermelha.

 

Como ler os volumes nos gráficos financeiros?

A maior parte dos gráficos financeiros apresentados permite também saber dos volumes negociados. Os mesmos são expressos por meio de bastõezinhos situados abaixo do gráfico, com uma escala diferente daquela dos tempos, é claro.

 

Elementos a serem utilizados prioritariamente para analisar os gráficos financeiros:

Quando você realiza a análise técnica de um ativo a partir de um gráfico financeiro, há certos elementos que você deve imperativamente conhecer e ser capaz de identificar e analisar a qualquer momento. Venha descobri-los nesta seção com as nossas explicações detalhadas.

Os pontos de suporte e resistência técnicos: Evidentemente, dentre os indicadores gráficos a conhecer, estão os níveis de suporte e resistência técnicos, indispensáveis para uma boa análise técnica. Chamamos de nível de suporte, o nível em que o preço de um ativo é tão baixo que pode ser interessante para um investidor comprá-lo. Graficamente, ele se apresenta na forma de uma linha que liga os diversos níveis historicamente mais baixos alcançados pela cotação na curva global. O fato de que esse suporte resista é frequentemente o sinal de uma reversão de tendência altista, e uma quebra desse nível para baixo é sinal de um prosseguimento de tendência baixista. No que concerne ao nível de resistência, trata-se do nível em que o preço ficou tão caro que os investidores são suscetíveis de recolher seus ganhos. Visualmente, nos gráficos, ele se identifica na forma de uma linha que liga os níveis historicamente mais altos. Inversamente ao suporte, a quebra dessa linha para cima será sinal de um prosseguimento da tendência altista enquanto ficar nesse teto indicará uma provável reversão de tendência baixista. Note que, quanto mais pontos a linha de suporte ou de resistência tiver, mais forte será o sinal informado.

As médias móveis: As médias móveis fazem parte dos indicadores gráficos mais utilizados para determinar o sentido e a força de uma tendência. Elas representam a média das cotações de um determinado valor num determinado período. Cada investidor pode, conforme suas necessidades e a estratégia de trading desenvolvida, personalizar o período estudado. As médias móveis permitem, notadamente, tornar a leitura e a interpretação dos gráficos financeiros mais simples e intuitivas, haja vista que elas suavizam as curvas ao eliminar os movimentos de correção mais bruscos de um ativo. Notemos ainda que as médias móveis são frequentemente utilizadas no cálculo de outros indicadores técnicos, como o MACD ou ainda as bandas de Bollinger, o que reforça a importância de conhecê-las.

As diversas figuras gráficas fáceis de identificar: Ao observar um gráfico financeiro, você pode identificar simplesmente algumas figuras técnicas, o que os especialistas dessa análise chamam de chartismo. Tais figuras ‘chartistas’, que se baseiam nas variações freqüentes e recorrentes da cotação de um ativo, informam da probabilidade de uma situação específica e, portanto, permitem antecipar um movimento. Encontram-se principalmente três grandes figuras que você deve conhecer sem falta. A primeira é a figura de reversão que se apresenta quando a tendência da cotação de um ativo ou de um mercado muda de sentido. Visualmente, ela toma a forma de um viés, um ombro cabeça ombro ou um diamante. Outro tipo de figura freqüente é a figura de continuação que, como o nome indica, mostra que a tendência se reforça. Visualmente, ela toma a forma de um canal, um triângulo ou uma bandeira. Enfim, última figura a conhecer para realizar com sucesso sua análise gráfica é o gap que corresponde a um buraco na cotação de um ativo. Trata-se de um período em que nenhuma transação é realizada sobre um determinado valor. Note que tal figura só pode ser observada utilizando as velas japonesas (os candlesticks) ou os gráficos de barras (bar charts).

 

Classificação: 3.92 38 votos

Onde encontrar gráficos financeiros confiáveis para negociar?

Se você quiser acessar gráficos financeiros de alta qualidade lhe permitindo analisar a cotação dos seus ativos clara e eficientemente, recomendamos um broker oferecendo gráficos claros e personalizáveis nos quais você poderá visualizar os indicadores técnicos mais importantes.

Comece a negociar on-line
75% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor. Deve ponderar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o risco elevado de perder o seu dinheiro.