Como analisar os gráficos financeiros?

Como sonhar em obter lucros por meio da especulação na Bolsa de Valores sem entender os gráficos financeiros? De fato, é impossível, já que a interpretação desses gráficos é indispensável para qualquer análise técnica das cotações. Se compreender esses gráficos lhe parece muito complicado, esperamos que esse artigo mude sua opinião. A análise dos gráficos financeiros é a própria base da análise técnica e permite, portanto, tomar as melhores decisões, nos momentos mais oportunos, baseando-se em fatos concretos e observados no passado.  

Comece a negociar on-line
Como analisar os gráficos financeiros?
Os CFDs são instrumentos complexos e comportam um nível de risco elevado de perder dinheiro rapidamente devido à alavancagem. 65% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor. Deve ponderar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o risco elevado de perder o seu dinheiro.
Classificação: 4.00 19 votos

 

Os gráficos em tempo real:

O gráfico em tempo real é certamente o mais acessível de todos os tipos de gráficos. Portanto, convém perfeitamente aos investidores iniciantes. São chamados assim porque a curva que eles apresentam é contínua e atualizada em tempo real.

O eixo horizontal do gráfico indica o tempo e o eixo vertical o nível da cotação.

Essa curva contínua representa as cotações de fechamento do ativo seguido a cada dia ou cada hora. Depois, essas cotações são ligadas entre si, o que forma uma curva contínua.

 

Os gráficos de barras:

Os gráficos de barras permitem ao investidor tomar conhecimento de vários dados ao mesmo tempo acerca da cotação do ativo. Além da cotação de fechamento, eles indicam também as cotações mais alta e mais baixa da sessão, bem como a cotação de abertura.

A parte mais alta de cada barra corresponde à cotação mais alta atingida, e o ponto mais baixo, à cotação mais baixa. O traço situado à direita da barra indica a cotação de fechamento, enquanto o traço à esquerda indica a cotação de abertura.

 

Os gráficos em “candlesticks”:

Esse modo de exibição teve sua origem no Japão, mas foi adaptado à maioria dos mercados financeiros por causa da qualidade e da quantidade dos seus indicadores. Nesses gráficos, não são mais barras, mas sim velas (“candle” em inglês) que aparecem. Essas velas indicam os mesmos elementos que as barras, ou seja, a cotação de abertura, a cotação de fechamento, as cotações mais alta e mais baixa atingidas.

Mas essa apresentação permite também levar em consideração outro critério de análise. Com efeito, de acordo com a cor da vela inserida, é possível visualizar se a cotação do ativo subiu durante o período, caso qual a vela é branca ou verde, ou se, ao contrário, baixou, caso em que a vela é de cor preta ou vermelha.

 

Como ler os volumes nos gráficos financeiros?

A maior parte dos gráficos financeiros apresentados permite também saber dos volumes negociados. Os mesmos são expressos por meio de bastõezinhos situados abaixo do gráfico, com uma escala diferente daquela dos tempos, é claro.

Comece a negociar on-line*
Os CFDs são instrumentos complexos e comportam um nível de risco elevado de perder dinheiro rapidamente devido à alavancagem. 65% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor. Deve ponderar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o risco elevado de perder o seu dinheiro.