Comprar ações do Visa

Nossas dicas para negociar ações da Visa

Número da dica 1

A capacidade de o grupo situar-se nos mercados emergentes é, portanto, um desafio importante para os anos que estão por vir. Atentar-se-á então aos eventuais contratos e atualidades conexas com tais países emergentes;

Número da dica 2

O forte crescimento do uso dos cartões de crédito frente a outros meios de pagamento, como cheque ou dinheiro vivo, é também um fenômeno promissor para a Visa que deve agarrar essa oportunidade para desenvolver ainda mais sua clientela;

Número da dica 3

O uso dos cartões de crédito também foi impulsionado pelo forte desenvolvimento do e-comércio e da Internet de modo geral. Com um nível de segurança elevado, a Visa se posiciona muito bem nesse nicho, permitindo transações rápidas e seguras on-line por meio dos seus cartões. A empresa Visa aposta também na onda de um novo modo de pagamento tecnológico que ganha os consumidores: o pagamento via telefone celular;

Número da dica 4

Finalmente, depois dos acordos Basileia III, a Visa é considerada como sendo do setor bancário, sem sofrer a influência da ação regulamentária vigente nesse setor, o que a protege de alguns riscos;

Número da dica 5

Os produtos e serviços da empresa Visa são também ameaçados por uma nova forma de concorrência faz alguns anos. Trata-se, claro, dos meios de pagamento eletrônicos, atualmente em franco crescimento. Dentre eles, destacam-se as carteiras eletrônicas, como o Paypal, que também é um dos clientes do grupo Visa, mas também as recém-chegadas criptomoedas, como o Bitcoin e outras divisas eletrônicas em desenvolvimento no mercado on-line.

Negocie a ação Visa!
80.5% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor.
Como pode ter observado, apenas alguns grandes nomes se dividem o setor dos meios de pagamento via cartão de crédito no mercado bancário. Dentre essas grandes empresas, com volumes de negócios altíssimos, encontra-se a empresa Visa, cujos títulos são cotados na Bolsa de Valores. Seguem algumas informações acerca de sua atividade, bem como umas recomendações para realizar uma análise concreta e objetiva de sua cotação no âmbito de estratégias de investimento.  

 

Apresentação geral da empresa Visa:

Como certamente sabe, a empresa Visa é quem comercializa, na Europa e em todos os lugares do mundo, os cartões de crédito de mesmo nome. No entanto, sua atividade se divide em dois grandes setores: o primeiro, claro, concerne aos meios de pagamento, como cartões de crédito, de débito ou pagamento on-line; o segundo reúne todas as prestações de serviços, como consultoria, assistência e o gerenciamento de redes parceiras.

Essa empresa americana aufere a maior parte do seu lucro nos Estados Unidos.

 

Concorrência da ação Visa:

O grupo Visa não enfrenta muitos concorrentes no setor muito fechado e regulamentado dos cartões de crédito. No entanto, é interessante saber mais acerca dos seus dois principais concorrentes: American Express e Mastercard.

 

Alianças estratégicas desenvolvidas pelo grupo Visa:

Estrategicamente, com o tempo, o grupo Visa soube desenvolver diversas parcerias estratégicas com algumas empresas importantes. Veja a seguir algumas dessas parcerias.

 

Ponto fortes e vantagens da ação Visa enquanto ativo financeiro:

Uma das maiores forças do grupo Visa é evidentemente sua identidade como marca renomada mundialmente. Com efeito, quando se pensa em cartão de crédito, os três grandes nomes que surgem imediatamente são Visa, Mastercard e American Express, muito antes do banco que o forneceu. Tal notoriedade é, de fato, marca de confiança por parte dos usuários e de qualquer público alvo.

O grupo Visa também goza de um posicionamento interessante no mercado dos cartões de crédito, onde a concorrência é muito pequena. Com efeito, a situação atual é de um duopólio entre os dois principais protagonistas desse mercado de massa: Visa e Mastercard. O funcionamento de suas linhas de cartões de crédito os torna especialmente atrativos para os clientes que realizam pequenas transações repetitivas. Poder-se-ia pensar que o grupo American Express seja também um concorrente direto do grupo Visa, mas na realidade, seu posicionamento é muito mais seletivo e elitista que o dos outros dois grupos. Com efeito, o grupo Visa busca um mercado de massa com um volume muito grande de transações a cada segundo, o que oferece um potencial de vendas recorrentes e repetitivas que consolidam sua posição. O uso de um cartão de crédito no dia a dia tornou-se, de fato, um verdadeiro hábito dos consumidores.

Por outro lado, a empresa Visa foca mais suas atividades nos cartões de débito do que cartões de crédito. O grupo logra eliminar assim parte do risco associado ao crédito.

Há de se reconhecer também a qualidade e a pertinência das aquisições realizadas pelo grupo Visa, aquisições essas que estão estreitamente ligadas à sua atividade principal. Evita-se, dessa forma, uma dispersão de atividade que poderia ser percebida como perigosa ou arriscada.

Finalmente, uma das principais qualidades do grupo Visa concerne à qualidade de suas relações de marketing e sua comunicação junto ao grande público. Atentar-se-á, notadamente, aos esforços realizados na área de patrocínio de grandes eventos esportivos, como os Jogos Olímpicos, que permitem alcançar um amplo público, embora com um investimento alto. Assim sendo, a Visa consegue ampliar a potência de sua marca e sua notoriedade para enfrentar a concorrência com maior serenidade.

 

Fragilidades e inconvenientes da ação Visa enquanto ativo financeiro:

Dentre os maiores pontos negativos que possui a empresa Visa, notar-se-á principalmente a opção implementada pela empresa Visa Europe, que tornou possível pedir à Visa Inc. a compra de suas ações. Tal pedido teria consequências muito importantes sobre as finanças do grupo com um desembolso muito elevado e rápido.

Destacar-se-á também que, embora o grupo focalize uma clientela popular, ele escolhe oferecer cartões de alto padrão no mercado, justamente onde seu concorrente American Express é muito bem posicionado. Essa especificidade poderia, a termo, pesar nos resultados do grupo em longo prazo e frear seu desenvolvimento em determinados nichos de população.

Por fim, o valor mobiliário Visa, como todos os valores nesse setor de atividade, é fortemente exposto ao mundo da finança e aos acasos do setor bancário que, como se sabe, é pouco estável faz alguns anos.

Negociar a ação Visa on-line:

Algumas corretoras de CFD lhe permitem negociar sobre a evolução da cotação da ação Visa, seja na alta, seja na queda da cotação. Para tanto, basta cadastrar-se e abrir uma conta de trading on-line.

Negocie a ação Visa!
80.5% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor.