Comprar ações da Ericsson

Nossas dicas para negociar ações da Ericsson

Número da dica 1

Acompanhar-se-á principalmente as estratégias desenvolvidas pelo grupo a fim de se posicionar nos mercados emergentes, com as operações de fusão ou de aquisição realizadas nesses países ou zonas econômicas;

Número da dica 2

O segmento de serviços é também um segmento forte para a Ericsson, em que a empresa poderia estender mais suas atividades nos anos que estão por vir. Concerne, notadamente, ao mercado de serviços de gerenciamento de redes;

Número da dica 3

A concorrência que existe nesse setor é realmente muito acirrada e será preciso levar em conta as mudanças rápidas desse mercado que é tecnicamente muito complexo. Observar-se-á todas as publicações por parte dos gigantes da indústria das telecomunicações e, notadamente, aquelas concernentes às principais inovações desse setor;

Número da dica 4

Enfim, os depósitos de patentes realizados pela Ericsson podem ter um impacto importante sobre a cotação de sua ação na Bolsa de Valores.

Negocie agora a ação Ericsson!
80.5% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor.
Descubra nesse informativo completo dados úteis acerca da empresa Ericsson e suas atividades, assim como dados relativos a sua ação na Bolsa de Valores, incluindo sua cotação ao vivo e uma análise técnica histórica de sua evolução nos últimos dez anos.  

 

Acerca do grupo Ericsson:

O grupo Ericsson é especialista em projetar, produzir e vender aparelhos de comunicação, fixos e móveis. Ele oferece, principalmente, sistemas e equipamentos de telefonia e rede de transmissão, mas também serviços de gerenciamento e controle de redes e equipamentos multimídia.

Com mais de dez plantas de produção no mundo, a Ericsson atua principalmente nos mercados da Europa e Ásia, mas também na América do Norte, Oriente Médio, América Latina e África Subsaariana.

 

Os principais concorrentes da Ericsson:

O grupo Ericsson, anteriormente especializado em terminais de telefonia móvel, diversificou amplamente suas atividades e produtos tornando-se um dos principais fabricantes mundiais de equipamentos em tecnologias de telecomunicações no mundo. Sendo assim, ele enfrenta pouca concorrência. Contudo, algumas grandes empresas ameaçam seu nicho de mercado. É por esse motivo que é indispensável conhecer bem as empresas que competem com ele antes de começar a especular sobre a cotação desse ativo.

No mercado de hardware e software de rede, o grupo Ericsson é atualmente, o número três no ranking mundial com 9% de participação no mercado. Seus dois principais concorrentes são a Cisco e a Huawei que possuem, respectivamente, 19% e 11% do mercado.

No setor dos equipamentos em telecomunicações, a Ericsson se posiciona em quinto lugar no ranking mundial, logo após a Alcatel-Lucent, a Allied Telesis, Avaya e a Cisco, porém na frente da Huawei, Juniper, Nokia e ZTE.

É importante acompanhar de perto a atualidade desse setor a fim de melhor analisar a ação Ericsson do ponto de vista fundamentalista.

 

Os principais parceiros da Ericsson:

 

Análise e preço da ação Ericsson:

A cotação da ação Ericsson é atualmente inscrita no Main Market Large do Nasdaq OMX Nordic e faz parte do cálculo do índice financeiro FTSE Eurotop 100.

Várias fases marcaram a evolução da cotação dessa ação nos últimos dez anos. Com efeito, os gráficos mostram uma primeira alta em maio de 2008 que acabou atingindo os 12,06 euros em abril de 2015. Depois, se sucedeu uma lenta correção baixista que atingiu o limiar dos 5 euros em 2016.

 

Dados financeiros importantes acerca da ação Ericsson:

 

Histórico econômico e financeiro da empresa Ericsson:

A empresa Ericsson foi criada em 1878 e nesse mesmo ano tornou-se o maior fornecedor de aparelhos na Escandinávia.

 

Vantagens e pontos fortes da ação Ericsson enquanto ativo financeiro:

Vamos agora nos aprofundar no conhecimento da empresa Ericsson a fim de melhor compreender o interesse que se possa ter para sua ação na Bolsa de Valores. Por certo, e a fim de saber se esse título vai seguir atraindo os investidores, é preciso conhecer as forças e as fragilidades principais da empresa, o que determinará sua capacidade de melhorar seu crescimento nos anos que estão por vir. Seguem, em primeiro lugar, as vantagens desse grupo e, portanto, as vantagens de sua ação na Bolsa.

Inicialmente, podemos salientar como uma das maiores forças do grupo Ericsson a sua grande flexibilidade no que concerne ao fornecimento de produtos. De fato, a empresa tem capacidade de adaptar sua produção em função do aumento ou da queda da demanda e, assim sendo, levar em contar a evolução das necessidades do mercado. O mesmo ocorre com o gerenciamento de soluções comerciais que apresenta também muita flexibilidade, de acordo com as necessidades.

A Ericsson é também uma empresa muito qualificada em termos de tecnologia de sistemas móveis. As soluções desenvolvidas e comercializadas por essa empresa são consideradas de alta qualidade, o que reforça a imagem da marca e impulsiona suas vendas no mundo inteiro.

Os analistas econômicos especializados nesse setor de atividade salientaram a grande capacidade de a Ericsson reduzir seus custos operacionais quando havia necessidade, a fim de proteger suas margens de lucro. Para tanto, o grupo desenvolveu uma estratégia que demonstrou ser muito eficiente, visando, em especial, realizar economias de escala, o que lhe permitiu conservar uma boa rentabilidade até hoje.

É muito apreciada, também, a forte presença internacional da empresa Ericsson. Efetivamente, lembremos que a Ericsson comercializa seus produtos e soluções em mais de 180 países em todo o mundo. Tal distribuição geográfica de suas vendas em diversos continentes lhe permite não ficar dependente de um só e mesmo setor econômico.

Evidentemente, o grupo Ericsson faz o que pode para conservar seu posicionamento dentre os líderes do mercado, notadamente por tentar permanecer uma empresa inovadora e na ponta da tecnologia. Para tanto, o grupo investe anualmente muito dinheiro em pesquisa e desenvolvimento e consegue lançar soluções inovadoras com frequência e regularidade.

Finalmente, pode-se citar também a força de trabalho do grupo Ericsson como real força dessa empresa. Com efeito, o grupo conta, hoje, com mais de 100 mil funcionários mundo afora, o que lhe permite, também por isso, atender com eficácia as necessidades do mercado.

 

Inconvenientes e fragilidades da ação Ericsson enquanto ativo financeiro:

Se você ainda se questiona quanto à oportunidade de tomar posição de compra ou de venda sobre a ação da empresa Ericsson, os argumentos citados acima talvez o(a) estimulam para uma estratégia de compra. No entanto, antes de qualquer decisão nesse sentido, você deve também conhecer as fragilidades que essa empresa apresenta e que você deve integrar em suas análises. Veja, portanto, as duas principais fragilidades da empresa Ericsson atualmente.

Primeiro, de um ponto de vista estritamente financeiro, os investidores na Bolsa de Valores e os acionistas se mostram cautelosos com esse título por causa dos resultados publicados pelo grupo Ericsson. Por certo, a empresa apresenta uma forte variabilidade no que se refere aos resultados operacionais dos últimos anos. Tal falta de estabilidade pode, evidentemente, preocupar deveras o mercado, reduzindo a visibilidade de longo prazo e, portanto, ter uma influência negativa sobre a cotação desse ativo.

Finalmente, nota-se também que o grupo Ericsson apresenta riscos importantes no que se refere a sua relação com os clientes. Refere-se, notadamente, aos créditos concedidos a alguns desses clientes gerando, portanto, um prazo maior para alcançar os resultados previstos de acordo com os pedidos atendidos. Fato esse que poderia também preocupar os investidores quanto ao risco do não pagamento de quantias importantes.

Onde negociar a ação Ericsson online?

A ação Ericsson pode ser facilmente comprada e negociada on line graças às plataformas de investimento financeiro reguladas por autoridades europeias. Crie sua conta em linha sem mais esperar.

Negocie agora a ação Ericsson!
80.5% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor.