Comprar ações Boeing

Últimas notícias

Tráfego aéreo: a Boeing prevê 2 a 3 anos para um retorno ao normal por causa do coronavírus

29/04/2020 - 15h10

As perdas causadas pelo coronavírus não se afastaram da Boeing, que está a afundar-se ainda mais no vermelho. Seu chefe estima que levará de 2 a 3 anos para o tráfego aéreo voltar ao normal.

Nossas dicas para negociar ações da Boeing

Número da dica 1

Atualmente, a demanda por aeronaves comerciais está em alta sensível e o grupo Boeing pode beneficiar-se dessa oportunidade. Tal crescimento da demanda se deve à globalização cada vez mais intensa e, portanto, à necessidade de conectar o mundo, o que acarreta um aumento do número de passageiros;

Número da dica 2

Por outro lado, o mercado aeroespacial e da defesa está também em forte crescimento nos últimos anos em todas as partes do mundo. Os analistas acreditam que esse aumento da demanda deve prosseguir com uma taxa de crescimento da ordem dos 3% até 2020. A Boeing certamente deverá aproveitar essa alta demanda para angariar pedidos e assegurar-se de rendas futuras;

Número da dica 3

Enfim, a estratégia de expansão implementada pelo grupo faz alguns anos deve seguir dando frutos. Esta diz respeito à ampliação de suas operações em escala internacional com desenvolvimento orgânico e inorgânico. Essa estratégia opera através de alianças estratégicas com outras empresas, como foi o caso com a General Electric, a Lockheed Martin ou ainda a Raython no âmbito da implementação de projetos novos ou atender um aumento da demanda.

Concernente às ameaças às quais o grupo Boeing deverá se confrontar, atentaremos para os pontos a seguir:

Número da dica 4

A concorrência cada vez mais acirrada é, claro, a maior preocupação do grupo. Com efeito, a Boeing enfrenta uma concorrência crescente em todas suas áreas de atividade por parte de diversas empresas internacionais. Portanto, suas quotas de mercado se encontram cada vez mais ameaçadas;

Número da dica 5

Finalmente, lembremos que cerca de 72% do volume de negócios do grupo Boeing se origina de uma atividade BDS (Defesa e Segurança) que depende de contratos com preços fixos. Se a estratégia permite que o grupo reduza seus custos, acarreta também um risco de perda de margens e, portanto, impacta negativamente os resultados financeiros.

Negocie a ação Boeing!
80.5% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor.
Se existe um setor de atividade que movimenta vultuosas quantias de dinheiro, é bem o setor da aeronáutica. Nada surpreendente, portanto, que as maiores companhias desse setor sejam inscritas em Bolsas de Valores e emitam títulos para financiar-se. É o caso da empresa Boeing, inscrita no mercado americano Dow Jones e da qual é possível negociar as ações na Bolsa. Mas, antes de você se embrenhar nessa especulação, é preciso informar-se de como funciona essa empresa e, sobretudo, como seus títulos têm se comportado desde sua introdução na Bolsa de Valores. Para tanto, seguem nossas explicações completas e detalhadas sobre o que é preciso saber da empresa Boeing.  

 

Apresentação geral da empresa Boeing:

A empresa Boeing nasceu em 1916 nos Estados-Unidos. Foi uma das primeiras empresas a produzir aeronaves em escala internacional. Seus principais concorrentes são as empresas Airbus, Lockheed Martin e Northrop Grumman. Hoje em dia, a Boeing segue trabalhando nas áreas de aviação civil, aeronáutica militar e espacial.

Mas o sucesso do grupo Boeing, tal como conhecido hoje, é devido à compra de outras duas empresas americanas, a Rockwell International e, mais recentemente, a Mc Donnell Douglas.

O grupo Boeing aufere um volume de negócio total de mais de 68 bilhões de dólares por um resultado líquido de USD 1,3 bilhão por ano. Pode-se classificar suas atividades em duas grandes categorias, a saber:

 

Conhecendo a concorrência da ação Boeing:

Devido à especificidade de suas atividades, o grupo Boeing não enfrenta muita concorrência. O único fabricante de aviões com o qual ele sempre trava batalhas comerciais para ganhar o recuperar alguns mercados importantes é o grupo francês Airbus.

Desde o fim dos anos 1990, ambos os grupos disputam uma concorrência acirrada na área da aeronáutica civil, mas também na área da defesa. A Boeing é também forte concorrente da filial Airbus Defense and Space que atua na área de aeronaves militares e foguetes.

Fora a Boeing e a Airbus, nenhuma outra empresa do setor da aeronáutica conseguiu entrar numa das grandes praças financeiras mundiais até o momento.

 

Alianças estratégicas realizadas pelo grupo Boeing:

Seja pelo fornecimento de aeronaves, seja pela manutenção e até a concepção de novas tecnologias no setor, a Boeing teceu uma rede com outras grandes empresas internacionais e soube estabelecer determinadas parcerias estratégicas. Para ajudá-lo(a) a melhor entender os desafios dessas associações, veja a seguir os principais parceiros do grupo Boeing:

 

Introdução e cotação da ação Boeing:

A empresa Boeing foi introduzida na Bolsa de Valores pela primeira vez em 1996, no mercado NYSE (New-York Stock Exchange), mas é também inscrita no mercado Euronext Amsterdam. A capitalização financeira total da empresa Boeing é de mais de USD 47 bilhões. Sua cotação integra o cálculo do índice americano S&P 500.

A evolução histórica da ação Boeing desde sua primeira cotação mostrou uma forte correlação com a situação econômica mundial. De 2005 a 2007, esse título passou por uma forte onda altista, passando de USD 58,38 para USD 104,99. Depois, devido à crise econômica mundial, seguiu-se uma queda até 2009 em que alcançou seu nível mais baixo com USD 30,10.

A queda foi de curta duração e os títulos da Boeing voltaram a ser amplamente apreciados, até ultrapassarem a casa dos USD 150,00 no final do ano 2016.

Nos meses e anos a seguir, a cotação dessa ação sofreu novas tendências altistas que levaram o título ao pico histórico de 436,32 dólares em fevereiro de 2019.

 

Dados financeiros:

Seguem alguns dados financeiros acerca da ação Boeing que são importantes de conhecer e que lhe permitirão apreciar melhor esse título a fim de orientar suas estratégias:

 

Vantagens e pontos fortes da ação Boeing enquanto ativo financeiro:

Para investir de forma pertinente na cotação de uma ação com forte potencial como a da empresa americana Boeing, é preciso conhecer as perspectivas de futuro da própria empresa a fim de avaliar se, futuramente, seu título irá interessar os investidores. Para tanto, nada melhor do que comparar as forças e as fragilidades de que dispõe o grupo. É o que propomos de averiguar agora, a começar pelos pontos positivos que apontam para uma tendência futura altista.

Em primeiro lugar, o posicionamento do grupo Boeing no seu setor de atividade é, claro, um dos principais pontos fortes da empresa. Com efeito, o grupo Boeing é atualmente um dos maiores grupos no mundo na área aeroespacial. Ele também se posiciona como um dos principais fabricantes mundiais de aeronaves comerciais. Graças a esse posicionamento vantajoso no seu mercado, o grupo Boeing pode realizar muitas economias de escala. Ele pode contar também com uma notoriedade sólida para seguir melhorando sua imagem em longo prazo.

De um ponto de vista exclusivamente financeiro, o grupo Boeing tranquiliza os investidores pelos seus resultados. Com efeito, durante os últimos anos, o grupo americano mostrou um volume de negócios em alta constante e nítida. É também o caso pelo seu resultado líquido que também apontou para um crescimento interessante e estável. Tal melhora dos resultados da empresa se explica em grande parte pela capacidade de entrega das aeronaves nos prazos estabelecidos com seus clientes. O grupo é assim conhecido por garantir uma ótima eficiência operacional, o que lhe permite, evidentemente, conseguir o aumento e a melhoria constantes de sua rentabilidade.

Evidentemente, e considerando o setor altamente tecnológico em que a Boeing exerce suas atividades, o grupo quer, antes de tudo, apresentar-se como um grupo empresarial inovador que investe muito em pesquisa e desenvolvimento. A Boeing, portanto, demonstrou um interesse constante pela P&D, notadamente nas atividades de engenharia, operacionalização e tecnologia. Graças a seus vários investimentos em pesquisa, a Boeing sempre consegue ampliar sua gama de produtos e serviços. Assim sendo, o grupo mantém seu posicionamento dentre os líderes do seu mercado.

Por fim, notemos também, como ponto forte, o fato de a Boeing buscar sempre ampliar sua linha de produtos e combustíveis sustentáveis. Ao ampliar seu painel de produtos, o grupo consegue atender às necessidades atuais e futuras dos seus clientes, e fidelizá-los no longo prazo. O fato de atentar para o setor dos combustíveis sustentáveis permite à Boeing reduzir suas emissões de CO2, o que contribui para melhorar a imagem do grupo aos olhos do grande público nesse período de preocupação com o meio ambiente.

 

Inconvenientes e fragilidades da ação Boeing enquanto ativo financeiro:

Se o grupo americano Boeing parece dispor de muitos trunfos para enfrentar com serenidade os anos que estão por vir, ele também tem algumas fragilidades. Portanto, antes de qualquer posicionamento no seu título, você deve levar em conta esses pontos fracos a fim de melhor avaliar as futuras possíveis tendências de sua cotação. Seguem, portanto, as principais fragilidades dessa empresa.

Em primeiro lugar, pode-se salientar os problemas que a Boeing encontra com a mão de obra. Com efeito, cerca de 38% da mão de obra total do grupo adere a um poderoso sindicato que costuma, regularmente, promover greves dos funcionários. Acontece que tais greves acarretam, evidentemente, uma queda de produção que pode, em certos casos, ocasionar atrasos nas entregas. É claro que isso provoca repercussões diretas sobre a qualidade do relacionamento com os principais clientes.

Sabe-se também que o grupo Boeing depende em grande parte dos contratos firmados com o governo americano. Com efeito, os contratos governamentais representam uma parte importante das vendas globais da empresa Boeing. Avalia-se que são cerca de 30% das vendas anuais do grupo, o que é considerável. Ocorre que a durabilidade de tais contatos no tempo depende de vários fatores, sejam eles econômicos, orçamentais ou simplesmente políticos. Assim sendo, essa dependência às decisões do governo americano pode representar uma ameaça no futuro e acarreta, em todos os casos, certa imprevisibilidade sobre os resultados para os investidores.

Finalmente, o grupo Boeing apresenta uma forte dependência com relação a certos fornecedores que, dessa forma, possuem um poder de negociação importante. Diz respeito, principalmente, a fornecedores de matérias-primas e componentes integrados, bem como outros tipos de fornecedores indispensáveis às atividades do grupo. Tais fornecedores podem assim negociar seus preços junto à Boeing que, frequentemente, se vê obrigada a aceitar suas condições, haja vista que a empresa tem necessidade imperativa daqueles produtos para levar a cabo suas atividades e seguir produzindo. É um problema que gera custos adicionais de produção, às vezes mal geridos, que têm um impacto direto sobre a rentabilidade global do grupo e sobre seu resultado líquido.

Perguntas frequentes sobre ações da Boeing

Em que mercados é cotada a ação Boeing?

Desde sua introdução na Bolsa de Valores, no decorrer do ano de 1996, a cotação da ação Boeing é inscrita no mercado americano NYSE, o New-York Stock Exchange. Depois, essa ação foi também inscrita e cotada no mercado Euronext Amsterdam. Evidentemente, a cotação desse valor mobiliário evoluiu fortemente com o tempo, estando, hoje, bem superior à cotação de introdução. A mesma parece estar acompanhando a situação econômica mundial e, portanto, deveria seguir crescendo em longo prazo.

Quais são as filiais do grupo Boeing?

O grupo Boeing possui várias filiais sediadas tanto nos Estados Unidos quanto no resto do mundo, e notadamente as seguintes empresas: Boeing Canada, Boeing International Corporation India Private Ltd, Boeing UK, Boeing Rotorcraft Systems, Boeing Capital, Boeing Commercial Airplanes, Boeing Phantom Works, Boeing Australia, Boeing Integrated Defense Systems, McDonnell Douglas, Boeing Spain, Alteon Training, Boeing Aircraft Holding Company, Insitu e Jeppesen.

Como analisar a cotação da ação Boeing?

Para analisar a cotação da ação Boeing, você deve utilizar conjuntamente a análise técnica, a fim de detectar as melhores tendências nos gráficos financeiros, e a análise fundamentalista. Para esta última, atentar-se-á cuidadosamente ao mercado da aeronáutica civil com seu crescimento ou sua desaceleração, bem como ao setor aeroespacial, o mesmo ligado ao setor da defesa, e também às diversas parcerias desenvolvidas pela Boeing, notadamente com as grandes companhias aéreas que estão no centro da estratégia de crescimento do grupo.

O título Boeing acessível on-line:

Não precisa apelar para seu banco para aproveitar as movimentações da cotação da ação Boeing, dado que as corretoras de CFD lhe oferecem de negociá-la diretamente on-line a partir do seu computador, tablet ou smartphone.

Negocie a ação Boeing!
80.5% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor.