Comprar ações do Apple

Os títulos da empresa Apple são sem dúvida os mais populares do mundo. De fato, quem não conhece a história incrível do seu dirigente e fundador, Steeve Jobs, falecido no auge da sua glória? Mas fique tranquilo, ainda é possível adquirir ações da Apple no mercado financeiro apostando sobre a evolução de sua cotação. Mas, para tanto, é preciso conhecer, antes de tudo, o funcionamento e a história desta empresa, seus numerosos serviços e produtos e, claro, suas perspectivas de futuro.  

Invista na ação Apple!
Comprar ações do Apple
Os CFDs são instrumentos complexos e comportam um nível de risco elevado de perder dinheiro rapidamente devido à alavancagem. 65% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor. Deve ponderar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o risco elevado de perder o seu dinheiro.

Classificação: 4.00 40 votos

 

Apresentação geral da Apple :

A empresa Apple, na verdade, é conhecida como Apple Inc. e seu primeiro nome foi Apple Computer Inc. Trata-se de uma empresa multinacional, fundada em 1976 por dois sócios americanos: Steeve Jobs e Steeve Wozniak. O setor de atividade da Apple é a concepção de produtos de informática, como os PC (Personal Computer), ou de softwares.

É esta empresa que, anos atrás, deu a luz aos famosos “Macintosh” e, mais recentemente, aos terminais móveis como o iPod, o iPhone ou ainda o iPad. É também ela que deu origem ao aplicativo iTunes.

Atualmente, Apple reúne mais de 600 mil funcionários no mundo e movimenta mais de 100 bilhões de dólares por ano, tendo mais de 362 Apple Stores implantados em mais de 12 países principais.

 

Os principais concorrentes da Apple:

O grupo Apple enfrenta inúmeros concorrentes de acordo com o tipo de produto comercializado.No entanto, continua sendo líder do mercado em muitos setores como o de telefonia móvel ou mesmo os tabletes como os célebres IPad. Contudo, é interessante conhecer seus principais concorrentes a fim de se ter uma ideia de sua evolução no âmbito de suas análises.

No campo dos Smartphones, seus principais concorrentes são os seguintes:

No campo de computadores, as marcas que exploram o sistema Windows são os principais concorrentes do grupo Apple. Entre eles está, principalmente, a Microsoft queexploradiretamente o Windows.

No campo dos aparelhos de áudio conectado, a Apple detém ainda 70% domercado, no entanto, com a concorrência de alguns grandes grupos como:

  • Sony
  • Samsung
  • Philips

 

Os principais parceiros da Apple:

Ao longo de sua história recente, o grupo Apple soube estabelecer determinadas parcerias com empresas cotadas na Bolsa a fim de desenvolver seus negócios.

É particularmente o caso do grupo Cisco, uma vez que o grupo Apple associou-se a ele a fim de desenvolver soluções de empresas. Evidentemente, o objetivo é desenvolver a rede iOSem grandes empresas usando os conhecimentos de rede e de segurança da Cisco.

A Apple também fez parceria com o fabricante de informática IBM, parceria essaque visatransformara mobilidade corporativa nas empresas.Como coma Cisco, o objetivo da Apple aqui é desenvolver sua presença no meio profissional, pois trata-se atualmenteda sua principal lacuna. É bom lembrar que a Apple continua sendo um dos líderes no setor do públicodoméstico.

Não é impossível que a Apple crie em breve novas parcerias com empresas concorrentes ou complementares.

 

Introdução e cotação da ação Apple:

É no mês de dezembro de 1980 que a empresa Apple é cotada na Bolsa de Valores pela primeira vez com a venda de cerca de 4,6 milhões de ações vendidas por USD 22,00 cada unidade. Mas a ação Apple se valorizou muito rapidamente e terminou o primeiro dia de cotação com uma alta de 30%, em USD 29,00, o que permitiu que a empresa atinja a capitalização de 1,778 bilhão de dólares.

Essa introdução na Bolsa foi a mais importante desde a da empresa Ford em 1956. Depois, veio outra leva de venda de títulos da empresa em 1981 com mais de 2,6 milhões de ações vendidas.

Ainda hoje, as ações da Apple são facilmente trocáveis no mercado financeiro e muitos são os investidores que apostam nesse valor seguro do mercado das novas tecnologias.

 

Algumas sugestões para negociar a ação Apple:

Portanto, ainda dá para investir nos títulos da empresa Apple, uma vez que seu volume de negócios continua aumentando, mesmo com uma concorrência cada vez mais acirrada. Para tanto, você pode optar por um investimento em longo prazo, comprando ações desta empresa por meio de produtos de investimento bancários. Assim, você obterá dividendos calculados a partir dos lucros da empresa e dos títulos que possui.

Mas você pode também escolher de especular sobre períodos mais curtos, apostando na movimentação em curto prazo do valor desses títulos no mercado financeiro.  Isto é possível por meio dos CFDs* dos corretores on-line que lhe permitem especular sobre as flutuações do mercado, tanto em alta como em baixa.

Para saber antecipar os movimentos da ação da empresa Apple, é preciso monitorar o mercado Nasdaq, no qual as ações têm cotação, claro, mas também estar a par de todas as notícias a respeito da empresa, suas inovações e seu volume de negócios.

* Computational Fluid Dynamics, na sigla em inglês, são Contratos por Diferença.

 

Apple tornou-se a primeira capitalização financeiro no mundo:

A capitalização financeira da empresa Apple não parou de aumentar desde seu primeiro levantamento de fundos. Assim sendo, em agosto de 2011, ou seja, somente alguns meses depois do lançamento do iPad 2 pela marca, sua capitalização na Bolsa de Valores alcançou 341,5 bilhões de dólares. Capitalização essa que ultrapassou a da Exxon, uma grande companhia petrolífera mundial. Um ano depois, a cifra dessa capitalização foi duplicada e, em agosto de 2012, a empresa americana venceu o recorde mundial da maior capitalização na Bolsa de Valores com mais de 622,1 bilhões de dólares.

Antes disso, o recorde era da empresa Microsoft, com uma capitalização financeira total de USD 620,58 bilhões, alcançada em dezembro de 1999.

Mas não é só isso! Com efeito, em novembro de 2014, a capitalização financeira da Apple aumenta ainda mais e passa a marca dos USD 700 bilhões, elevando o próprio recorde.

 

Evolução histórica da cotação da ação Apple na Bolsa:

Desde sua primeira cotação, em abril de 2007, no mercado financeiro americano Nasdaq Global Select, a cotação da ação Apple sofreu muitas movimentações que hoje são possíveis analisar detalhadamente.

Assim sendo, a análise técnica histórica da evolução desse título é interessante uma vez que demonstra antes de tudo uma forte capacidade altista. Com efeito, o preço da ação Apple nunca parou de aumentar desde sua introdução na Bolsa de Valores em 2007. Neste início de 2017, o título se aproxima cada vez mais da marca psicológica de USD 150,00. Recordemos que na ocasião de sua primeira cotação, o título só valia USD 12,89.

Evidentemente, essa evolução altista se fez progressivamente, marcando recuos, mesmo se a tendência de fundo dos últimos dez anos foi francamente altista. Nota-se de fato uma primeira tendência altista tímida em torno dos USD 28,55 em dezembro de 2008, seguida de uma leve correção baixista até seu ponto mais baixo de USD 11,67 em novembro de 2008.

Seguiu-se uma tendência altista mais longa e forte que atingira seu primeiro pico mais alto em setembro de 2011 com USD 100,10. Mas esse patamar psicológico resistiu e levou a uma reversão baixista até os USD 55,78 em abril de 2013. Logo após essa correção, o título iniciou uma nova alta, atingindo dessa vez a marca de USD 132,54, novo recorde altista registrado em maio de 2015.

Observou-se então um novo recuo baixista para USD 92,72 em maio de 2016. Desde então, o título evolui novamente para a alta em direção à resistência maior de USD 150. Passar desse nível levaria certamente a um novo disparo dos preços. Caso contrário, convém esperar mais uma reversão baixista.

 

Histórico econômico da empresa Apple e as diversas aquisições desta empresa:

Todas as grandes empresas cotadas em Bolsa construíram seu sucesso em estratégias econômicas visando a adquirir outras empresas a fim de aumentar seus lucros, e a empresa Apple não escapa dessa lógica. Essa estratégia permitiu à empresa ampliar seu número de usuários e inovar com o desenvolvimento de novas tecnologias, sempre mais modernas e úteis.

Dentre as maiores empresas que foram incorporadas pela empresa Apple, conta-se notadamente as empresas NeXT, P.A Semi, Siri e Beats Electronics.

É sobretudo em agosto de 2016 que o grupo realiza uma de suas compras mais interessantes. Com efeito, ele adquire a empresa especializada Turi, baseada em Seattle, por 200 milhões de dólares. A empresa Turi é especializada em inteligência artificial, e mais precisamente num ramo específico concernente à aprendizagem automática, chamada “machinelearning” em inglês. Trata-se de fato de uma série de algoritmos e ferramentas que permitem aos computadores ou os softwares aprenderem a medida de sua utilização. Tal inovação tem como objetivo analisar os comportamentos dos usuários e identificar seu perfil para propor publicidades dirigidas.

Finalmente, em fevereiro de 2017, o grupo Apple comprou a empresa israelense Real Face especializada em reconhecimento facial.

 

Negociar a ação Apple com os CFD on-line:

Os CFD são contratos de trading on-line ideais para especular sobre a cotação da ação Apple. Com efeito, você poderá, graças a esses contratos, comprar ou vender ações Apple diretamente no mercado financeiro e conseguir lucros através da diferença entre a cotação inicial e a cotação de fechamento.

Ao utilizar um efeito de alavanca, lhe será possível, também, aumentar seus ganhos (mas também aumenta o risco de perda), comparado ao que obteria com a negociação de ações com seu próprio capital.

Várias ferramentas de análise, também são fornecidas gratuitamente pelas plataformas de trading.

 

Quais são as vantagens e os pontos fortes da ação Apple como ativo financeiro?

Você deseja saber se é interessante tomar uma posição longa de compra sobre a cotação da ação Apple com os CFD? Se for esse o caso, você precisa, num primeiro tempo, conhecer as vantagens e os pontos fortes desse título. É o que lhe propomos de descobrir aqui através de um resumo dos trunfos dessa empresa americana.

Naturalmente, a primeira vantagem do grupo Apple se refere a sua posição de líder, notadamente no mercado de smartphones e tablets. No entanto, ele trava uma luta feroz com alguns concorrentes, como Samsung, que é preciso vigiar de perto. Voltaremos mais adiante sobre esse aspecto com os pontos fracos desse título.

Outro grande ponto forte da empresa Apple diz respeito a sua capacidade em obter margens importantes. Melhor dito, a Apple conta dentre as empresas que têm as melhores margens de lucro devido a um tipo de atividade muito rentável e um forte domínio dos seus custos de produção. De maneira mais ampla, a empresa Apple se destaca com uma excelente saúde financeira e uma forte capacidade de investimento, o que é muito promissor para o futuro, considerando sua capacidade em inovar sempre mais, a fim de conservar um posicionamento interessante. De um ponto de vista histórico, o grupo Apple sempre publicou resultados além do esperado, o que, evidentemente, tende a tranquilizar os investidores.

Nota‑se também que o título Apple conta com o apoio dos analistas que revisam regularmente suas estimações em alta, o que denota uma tendência em aumentar as posições de compra e suportar as tendências de fundo altistas. Tais estimações concernem tanto ao volume de negócios da empresa quanto ao seu resultado operacional corrente. Contudo, essas revisões altistas concernem também diretamente aos acionistas, dado que as previsões de lucro líquido por ação são regularmente mencionadas devido a um olhar positivo sobre a evolução das atividades do grupo.

Da mesma forma, a estratégia implementada pelo grupo Apple é muito bem pensada e faz tudo o possível para tornar a empresa competitiva. É uma estratégia que apresenta uma excelente integração das diversas atividades no plano horizontal, mas também vertical.

Com sua estratégia de marketing, a Apple oferece ao grande público uma ampla gama de produtos de sucesso, e isso faz muitos anos. Portanto, há fortes chances que não seja apenas um efeito de moda e que o grupo consiga manter um nível de demanda elevado por parte dos consumidores.

Enfim, lembremos que a empresa Apple apresenta uma taxa de crescimento dentre as mais importantes no mundo da indústria no plano internacional, o que é sem dúvida um dos seus maiores atrativos para os investidores.

 

Quais são os defeitos e os pontos fracos da ação Apple enquanto ativo financeiro?

Naturalmente, e como já o mencionamos acima, a ação Apple não apresenta apenas vantagens para os investidores. Assim sendo, e antes de definir a estratégia que você vai adotar com esse título, é primordial conhecer os eventuais defeitos que este possui. Segue, portanto, uma lista dos principais pontos fracos da empresa Apple e do seu título financeiro.

Em primeiro lugar, é importante compreender que o título Apple é particularmente apreciado pelos investidores e, portanto, se torna um valor muito especulativo. Sua reatividade frente às configurações gráficas é muito forte e observamos frequentemente reversões de tendência em curto e médio prazo, o que requer grande cautela. Sabe‑se, notadamente, que ocorrem resgates de lucros maciços ao se aproximar de fortes níveis de resistência técnica.

Por outro lado, embora a gama de produtos da marca Apple faça grande sucesso junto ao público há muitos anos, o grupo é exposto a uma forte dependência dos seus carros‑chefes: o IPhone e o IPad. Assim sendo, pode‑se deplorar uma falta de estratégia de diversificação que poderia, em longo prazo, acarretar consequências negativas nos seus resultados.

Da mesma forma, a Apple oferece pouca variação de preço dentro da sua gama de produtos. Isto é, a empresa visa somente um setor de mercado e não tem como se posicionar com produtos de gama média, e menos ainda numa linha com preços de entrada.

Enfim, destaca‑se também que o grupo Apple se encontra cada vez mais fragilizado por uma concorrência acirrada. Sabe‑se, evidentemente, da rixa com seu principal concorrente, Samsung, mas, doravante, é preciso contar com uma concorrência vinda da Ásia, como o coreano Huawei que, além de propor produtos de mesma qualidade tecnológica e tão inovadores quanto, os comercializa a preços muito mais acessíveis.

 

Algumas recomendações para realizar uma boa análise fundamentalista da ação Apple:

Para colocar todas as chances do seu lado, você deve estar em condições de realizar uma análise fundamentalista completa da ação Apple. Para tanto, você deve, entre outros parâmetros, levar em conta os seguintes pontos:

  • O desenvolvimento da oferta do grupo para os profissionais;
  • Sua capacidade de diversificação com um posicionamento mais efetivo sobre produtos de linha média;
  • Sua capacidade de se posicionar em certos países emergentes que são ainda difíceis de acesso por causa de uma concorrência de preços muito grande;
  • A Apple poderia também se confrontar com determinados “escândalos” públicos visando seus métodos financeiros e sua estratégia de marketing muito agressiva. Tais efeitos de anúncio podem, de fato, ter um impacto negativo direto sobre a cotação do seu título financeiro;
  • Finalmente, e de modo geral, a Apple vai ter de superar as armadilhas dos seus novos concorrentes, seja readaptando sua estratégia, seja inovando ainda mais.

Evidentemente, uma boa análise técnica é também necessária para que sua estratégia seja convincente.

Operar com a ação Apple sem preocupação:

É possível, hoje, negociar a ação Apple a partir de sua casa. Com efeito, por meio da disponibilização das plataformas de trading on line para os investidores individuais, você poderá tomar posição nesse tipo de título financeiro.

Invista na ação Apple!*
Os CFDs são instrumentos complexos e comportam um nível de risco elevado de perder dinheiro rapidamente devido à alavancagem. 65% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor. Deve ponderar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o risco elevado de perder o seu dinheiro.