Comprar a ação Alibaba

Todo mundo sabe, hoje em dia, que a China é um dos países que apresenta o maior crescimento econômico nesses últimos anos. As grandes companhias chinesas também são cotadas na Bolsa de Valores, o que permite aos investidores individuais se aproveitarem, mesmo estando no Brasil. Portanto, vamos nos interessar detalhadamente pela ação Alibaba, explicando como analisar seus preços utilizando os gráficos financeiros.  

Negocie já a ação Alibaba!
Comprar a ação Alibaba
Os CFDs são instrumentos complexos e comportam um nível de risco elevado de perder dinheiro rapidamente devido à alavancagem. 65% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor. Deve ponderar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o risco elevado de perder o seu dinheiro.

Classificação: 3.88 24 votos

 

Acerca do grupo Alibaba:

Hoje em dia, o grupo Alibaba Holding é líder de vendas on-line na China. Por meio de uma plataforma internet que permite realizar comércio on-line, tanto para os profissionais como para particulares, Alibaba gera um volume de negócios cada vez mais elevado.

Sua atividade se desenvolve em 3 grandes setores: principalmente, são as plataformas de comércio on-line, mas também as prestações de pagamento on-line e outras funcionalidades do universo digital.

 

Os principais concorrentes do Alibaba:

O Alibaba, hoje, faz parte desses gigantes da internet que souberam se posicionar favoravelmente no setor do e-comércio internacional. Mas ele não está sozinho nesse setor e deve se precaver das armadilhas dos concorrentes. Quando fizer a análise fundamentalista desse título, você deverá levar em consideração os grandes concorrentes do Alibaba e seus resultados. Para ajudá-lo(a) nessa tarefa, segue a lista das principais empresas concorrentes, classificadas de acordo com seu volume de negócios:

  • Amazon com 135 bilhões de dólares;
  • JD.com com26bilhões de dólares;
  • Apple Inc com24bilhões de dólares;
  • Wal-Mart com13bilhões de dólares;
  • SuningCommerceGroup Co com8bilhões de dólares;
  • Otto com7bilhões de dólares;
  • Tesco PLC avec 6bilhões de dólares;
  • Vipshop Holdings Limitedtambém com6bilhões de dólares;
  • LibertyInteractive Corporation com5bilhões de dólares;
  • Macy’scom4,5bilhões de dólares.

 

Os principais parceiros do Alibaba:

Em 2016, o grupo AXA, o Alibaba e Ant Financial Service concluíram uma parceria estratégica mundial no intuito de conceber conjuntamente as oportunidades de distribuição dos produtos e os serviços de seguro do grupo francês pelo intermédio do universo do e-comércio do Alibaba, especialmente para as empresas e os consumidores que já realizam suas compras on-line através das plataformas do Alibaba.

No mesmo ano, foi a vez do grupo Nestlé criar uma parceria com o Alibaba, com o objetivo de posicionar seus produtos no mercado chinês até então muito fechado. Centenas de produtos da Nestlé serão assim vendidos pela plataforma do Alibaba.

Ainda em 2016, o banco francês Crédit Agricole se torna parceiro do Alibaba ao propor seguros de automóveis aos clientes das plataformas do grupo Alibaba que comprariam um veículo on-line e por intermédio de sua filial GMC-Sofinco.

 

Análise da cotação da ação Alibaba:

A ação Alibaba tem sua cotação inscrita ao vivo no mercado americano NYSE, e também no mercado do Main Market.

A ação Alibaba foi cotada pela primeira vez em setembro de 2014. Inicialmente, teve uma pequena queda da cotação seguida, imediatamente, por uma tendência altista que perdurou até dezembro do mesmo ano. A ação perdeu alguns pontos desde o início de 2015, mas parece estar voltando para a alta.

 

Dados financeiros importantes acerca da ação Alibaba:

Para terminar esse artigo, seguem alguns dados gerais, porém indispensáveis, acerca da ação Alibaba:

  • Em 2017, a empresa Alibaba atingiu uma capitalização financeira total na ordem de 301.292,85 milhões de dólares;
  • O número de títulos emitidos pela Alibaba até o momento e atualmente circulando no mercado de ações é de 7.508.642;
  • A ação Alibaba é atualmente cotado no mercado Main Market da NYSE em Nova Iorque, nos Estados Unidos;
  • A empresa Alibaba também faz parte do índice financeiro americano DJ 100 e, portanto, está entre as 100 empresas americanas com a maior capitalização financeira;
  • A participação acionista da Alibaba é composta pelo fundo de investimento SoftBank Corporation, com 32% das partes; pelo grupo Yahoo, com 15,40%; e com 12,50% das partes pelos administradores do grupo, assim como seu atual presidente. O resto das ações está em livre circulação no mercado e são negociadas por investidores individuais ou institucionais.

 

Histórico econômico e financeiro do grupo Alibaba:

Para ajuda-lo(a) da melhor maneira na análise dos movimentos históricos da cotação da ação Alibaba, segue uma relação dos eventos econômicos e financeiros mais recentes que afetaram essa empresa: 

  • Em 2013, a Alibaba compra 2% do capital da Haier com um investimento de 364 milhões de dólares;
  • Em 2014, a Alibaba compra a AutoNavi, na China, por 1,58 bilhão de dólares e compra também 60% da ChinaVision, especializada na produção de filmes. O mesmo ano, o grupo investe na start‑up americana Tango. Em seguida, adquire, por 880 milhões, partes da empresa Youku Tudou e os 34% de participação que lhe faltava para controlar a UCWeb;
  • É também em 2014 que a ação Alibaba ingressa na Bolsa de Valores pela primeira vez em Nova‑Iorque, no valor unitário de USD 68,00. Foi a maior introdução do mundo por um montante total de 25 bilhões de dólares;
  • Em 2015, a Alibaba investe na Meizu da qual se torna acionista majoritário. Em seguida, o grupo anuncia a compra das participações que lhe faltam da Youku Tudou e, no mesmo ano, compra o South China Morning Post por 226 milhões de dólares. A Alibaba ainda assina um contrato com a Disney para o fornecimento de vídeos sob demanda na China;
  • Em 2016, a Alibaba compra uma participação majoritária na Lazada e firma uma parceria com a AXA Seguros. No mesmo ano, o grupo anuncia a compra de 25% de participação no Sanjiang Shopping Club por um montante de USD 300 milhões, e depois uma participação complementar de 7% nesta mesma empresa. No final do ano, a Alibaba começa a difusão de vídeos em parceria com a Disney;
  • Em 2017, a Alibaba aumenta sua participação de 35 para 74% na empresa Intime Retail, e compra a MoneyGram por 880 milhões de dólares;
  • Finalmente, ainda em 2017, o grupo Alibaba investe 18 milhões de euros na start‑up suíça WayRay, especializada na realidade aumentada a bordo de veículos. O grupo também encerra a difusão de vídeos a pedido da DisneyLife, uma colaboração que somente durou 5 meses.

 

Os pontos fortes e as vantagens da ação Alibaba como ativo financeiro:

Para começar a investir numa ação chinesa como a do grupo Alibaba, é necessário conhecer bem as vantagens e os pontos fortes desse título financeiro, bem como suas capacidades de evolução positiva nos próximos anos. Segue, portanto, um resumo das vantagens desse grupo.

O primeiro trunfo do Alibaba se refere à abrangência de suas operações, bem como o mercado em que o grupo opera principalmente, isto é, o mercado chinês, que é um dos mais cobiçado do mundo. Com efeito, a China é não somente o país mais populoso do mundo, mas também um país em franco desenvolvimento econômico e, portanto, um líder econômico importante. Contudo, mesmo para os grandes grupos internacionais, é bastante difícil se posicionar nesse mercado muito rentável. Porém, o Alibaba conseguiu muito rapidamente tal façanha, o que deixa presumir de um forte crescimento nos anos que estão por vir, com retornos garantidos.

Outra vantagem da ação Alibaba concerne às partes de mercado dessa empresa. Como o mencionamos acima, o Alibaba é um ator incontornável do mercado chinês, no qual ele detém cerca de 58% das partes em 2017. Seu concorrente mais próximo possui somente 22% dessas partes de mercado. Para lograr essa proeza, o Alibaba contou com o firme apoio de fabricantes em grande escala, o que lhe permite fornecer seus produtos no mercado chinês, mas também no mundo inteiro.

O Alibaba é também um líder visionário. Com efeito, o grupo é comandado faz tempo por Jack Ma, cuja força de suas propostas e a visão de vanguarda sobre o mercado já fez suas provas. Da mesma forma que o Steve Job fez o sucesso da marca Apple, Jack Ma é reconhecido como à origem do sucesso do Alibaba e seu crescimento. Vai sem dizer que a empresa tem grandes chances de, no futuro, se beneficiar com os conselhos e a visão desse líder emblemático e, portanto, gozar de uma ótima gestão.

Enfim, um dos principais trunfos da empresa Alibaba diz respeito ao bom relacionamento que o grupo mantém com seus diversos parceiros. E tais parceiros são numerosos, haja vista o ambiente de qualidade que oferece o grupo. Com efeito, o Alibaba oferece suas plataformas evolutivas e suas eficientes soluções de estocagem e de cloud conjuntamente aos comerciantes e os consumidores, bem como aos terceiros dos sistemas financeiros, o que o torna particularmente atrativo.

 

Os pontos fracos e as desvantagens da ação Alibaba enquanto ativo financeiro:

Acabamos de ver as forças do grupo Alibaba e os motivos pelos quais essa empresa é atrativa para os investidores do mundo inteiro que desejam investir na sua cotação, notadamente por meio dos CFD. Mas antes de se atirar nessa especulação, é preciso conhecer também os pontos fracos desse grupo e seus principais defeitos. Segue, portanto, um resumo dessas desvantagens do grupo Alibaba.

Por mais incrível que pareça, o primeiro ponto fraco do business model da empresa Alibaba concerne ao seu sucesso. Com efeito, a plataforma Alibaba não limita o número de vendedores que podem se cadastrar nela para comercializar seus produtos. O sistema acarreta um aumento importante do número de vendedores a cada ano, mas também um aumento do nível de concorrência entre tais vendedores. Se os clientes finais se aproveitam, é claro, dessa concorrência acirrada para fazer bons negócios, os vendedores poderiam, a termo, não aguentarem mais essa concorrência que pesa fortemente na sua rentabilidade. Portanto, os mesmos poderiam encerrar seus contratos com o Alibaba, o que acarretaria certos problemas para a empresa. Lembremos, de fato, que alguns anos atrás, contava‑se somente 8,5 milhões de vendedores nessa plataforma, número que, desde então, não parou de crescer. É por esse motivo que alguns grandes vendedores, dentre os mais populares, retiraram rapidamente seus produtos da venda on‑line nas plataformas Taobao e Tmall do Alibaba.

Outro ponto negativo concernente à empresa Alibaba diz respeito ao nível de desconto muito elevado. Com efeito, a política de preços das plataformas do grupo Alibaba não permite aos comerciantes venderem seus produtos com preços equitativos e rentáveis. Por certo, é principalmente pelo viés dos espaços de publicidade alugados aos vendedores que o grupo gera seus principais lucros. Contudo, obrigados a vender seus produtos com preços muito baixos, esses vendedores podem também decidir se afastar em busca de uma solução mais rentável.

Finalmente, é preciso levar em conta a política comercial muito peculiar da China e os limites por vezes impostos às empresas que podem criar obstáculos ao seu desenvolvimento. Dessa forma, o grupo Alibaba poderia não se beneficiar do mesmo liberalismo comercial que seus principais concorrentes e, consequentemente, perder partes importantes de mercado.

Apesar desses pontos fracos, o Alibaba permanece uma empresa financeiramente sólida que, aparentemente, não corre riscos de imediato.

 

Como realizar uma boa análise fundamentalista da cotação da ação Alibaba?

Conhecendo os pontos fortes e fracos da ação Alibaba, estamos podendo entender como essa empresa pode evoluir em longo prazo e, dessa forma, implementar estratégias eficazes. Mas para implementá‑las nesta ação por meio dos CFD, é preciso que você saiba levar em conta os desafios desse grupo. Elencamos, a seguir, as oportunidades que o grupo deve agarrar e as ameaças que deve enfrentar para ajudá‑lo(a) a realizar suas análises fundamentalistas.

O primeiro desafio para o futuro da empresa Alibaba é, naturalmente, sua capacidade de se desenvolver em outros mercados do que somente o mercado chinês. Com efeito, se o grupo pôde adquirir certa notoriedade no seu país de origem, ele dispõe também de todos os elementos necessários para a conquista do mercado mundial.

Para alcançar esse objetivo de desenvolvimento internacional, o grupo Alibaba deve, antes de tudo, seduzir os diversos modelos econômicos internacionais. Com efeito, assistimos atualmente num aumento dos investimentos e da demanda em portais de comércio eletrônico e poucos deles gozam da confiança depositada no grupo Alibaba. Em cada país em que o grupo projeta se instalar, o desafio é de conquistar tanto a confiança dos profissionais vendedores quanto dos clientes compradores e isso leva geralmente alguns anos. É um trabalho que, evidentemente, estimula uma forte concorrência dos atores locais que podem reivindicar por reservas de mercado e se mostrarem mais agressivos. Contudo, o Alibaba conta com um modelo econômico agregador que lhe permite reduzir consideravelmente os custos operacionais e manter seu sistema mais ágil. Tal sistema é também mais facilmente reproduzível em outros mercados.

Naturalmente, o Alibaba há também de enfrentar certas ameaças entre as quais o desenvolvimento de alguns dos seus concorrentes. O mercado indiano, por exemplo, que é alvo prioritário do Alibaba, já conta com dois sérios concorrentes com a Amazon e o Flipkart, ambos já tendo forte reputação. Nesse caso, será preciso mais tempo para o Alibaba se alçar ao nível dessas duas empresas historicamente implantadas naquele país. De modo geral, a concorrência que enfrenta o grupo Alibaba no âmbito internacional está se tornando cada vez mais forte nos últimos anos e vários grandes grupos, como o eBay, Amazon, JD e Tencent, representam uma ameaça séria.

Como vimos acima, é recomendado levar em conta a estabilidade econômica chinesa antes de tomar posição.

Finalmente, o aumento da demanda em serviços nas plataformas de comércio eletrônico acarreta uma queda notável de rentabilidade para as empresas como o Alibaba, o que poderia levar a uma perda de interesse por parte dos investidores acerca desse título.

Como negociar a ação Alibaba on-line?

É bastante simples negociar a ação Alibaba on-line, pois basta se cadastrar em uma plataforma de trading on-line, como uma de nossos brokers. Por meio deles, você terá acesso à ação Alibaba e também a muitos outros ativos financeiros.

Negocie já a ação Alibaba!*
Os CFDs são instrumentos complexos e comportam um nível de risco elevado de perder dinheiro rapidamente devido à alavancagem. 65% das contas de clientes particulares perdem dinheiro, ao transacionar CFDs com este provedor. Deve ponderar se compreende como funcionam os CFD e se pode correr o risco elevado de perder o seu dinheiro.