Comprar ações do Snapchat


Classificação: 3.70 10 votos
 
Os CFD (contratos sobre diferença) são instrumentos financeiros complexos que apresentam um risco elevado de perda rápida de capital por causa da alavancagem. De 74 a 89% das contas de clientes individuais perdem dinheiro ao negociarem CFDs. Você deve assegurar-se de compreender perfeitamente o funcionamento desses contratos e que você tem condições de se expor ao risco de perder dinheiro nessas negociações.
Desde sua introdução na Bolsa de Valores, em março de 2017, a ação Snapchat atrai cada vez mais investidores do mundo inteiro desejosos de apostarem no futuro desse empreendimento tecnológico que anda na crista da onda nas redes sociais. Se você também considera comprar a ação Snapchat on‑line e especular sobre sua cotação, lhe propomos descobrir aqui essa empresa com uma apresentação detalhada de suas atividades, bem como algumas informações importantes, como sua cotação ao vivo e em tempo real, ou ainda uma análise técnica dos dados históricos disponíveis desde sua primeira cotação, a fim de lhe ajudar para a implementação de suas próprias estratégias.

 

Acerca do grupo Snapchat:

A empresa Snap, inicialmente Snapchat, está à origem da criação de um aplicativo gratuito de compartilhamento de fotos e vídeos em telefones móveis. Ela foi elaborada por estudantes da universidade de Stanford nos Estados‑Unidos. Embora esse sistema de compartilhamento de arquivos não seja novo, a novidade oferecida por Snapchat concerne ao limite de tempo de visualização das mídias enviadas aos destinatários que oscila entre um e dez segundos.

O Snapchat foi recentemente introduzido na Bolsa de Valores com uma valorização de 24 bilhões de dólares no início do ano de 2017.

Os lucros do grupo Snap têm origem em várias fontes, dentre as quais citamos as principais:

  • Os lucros em publicidades por meio do espaço Discover;
  • A compra de bônus que permitem visualizar uma segunda vez o arquivo recebido;
  • A compra de filtros criados pelos próprios usuários em função de sua localização geográfica ou dos seus eventos pessoais, os chamados “Geofilters On Demand”;
  • O patrocínio de Geofilters ou lentes por marcas;
  • As publicidades divulgadas pelo aplicativo entre as diversas visualizações das mídias ou os diversos snaps ou na ocasião da consulta da “story”.

 

Os principais concorrentes do Snapchat:

O Snapchat é atualmente uma das redes sociais mais populares do mundo. No entanto, se o aplicativo logrou um lugar privilegiado no coração dos usuários, ele permanece com forte concorrência por vários grandes grupos. É importante conhecer essa concorrência antes de negociar a ação Snapchat na Bolsa. Por isso, vamos elencar aqui o ranking mundial das maiores redes sociais em número de usuários.

  • Facebook é, claro, o Nº 1 do mercado com mais de 2 bilhões de usuários ativos por mês em 2017;
  • O YouTube chega em segunda posição com 1,5 bilhão de usuários mensalmente;
  • O aplicativo WhatsApp se posiciona em terceiro lugar com 1,2 bilhão de usuários por mês;
  • O Google Hangouts fica em quarta posição desse ranking, com 1 bilhão de usuários;
  • O WeChat está em quinta posição, com 889 milhões de usuários ativos mensalmente;
  • O chinês Tencent QQ, com 877 milhões de usuários mensais, está em 6º lugar;
  • O Instagram se posiciona em 7º lugar, com 700 milhões de usuários ativos cada mês;
  • O Google + fica em 8ª posição, com 359 milhões de usuários mensais;
  • O Twitter chega em 9º lugar, com 328 milhões de usuários;
  • Enfim, o Snapchat está em 10º lugar do ranking mundial, com 300 milhões de usuários ativos mensalmente.

 

Os principais parceiros do Snapchat:

  • Em 2014, o Snapchat se associou com o especialista do pagamento via smartphone, Square, no âmbito de uma parceria estratégica;
  • Em 2017, o banco francês BNP Paribas implementou uma parceria de marketing com o Snapchat a fim de reforçar sua presença nas redes sociais e modernizar sua imagem junto aos jovens trabalhadores; 
  • Ainda em 2017, é a gigante do entretenimento, a Time Warner, que anunciou um investimento de mais de 100 milhões de dólares em conteúdos e publicidades no Snapchat.

 

Análise da cotação da ação Snapchat:

A cotação da ação Snapchat é atualmente inscrita no Main Market do NYSE e integra o cálculo do índice financeiro Nasdaq.

Foi em março de 2017 que a ação Snapchat foi introduzida na Bolsa de Valores pela primeira vez, com uma cotação em USD 27,00. Seguiu‑se, num primeiro momento, uma tendência baixista, motivada por uma avaliação sobrestimada. Alcançou a marca de USD 19,51 nos meados do mesmo mês de março. Constata‑se em seguida uma retomada que levou a cotação a USD 22,00, seguida por uma leve queda.

Contudo, é difícil antecipar as próximas evoluções dessa ação por causa do histórico muito recente do qual se dispõe no momento.

 

Histórico econômico e financeiro da empresa Snapchat:

Para lhe permitir entender melhor como a cotação da ação Snapchat é suscetível de evoluir no futuro, lhe propomos descobrir aqui o histórico econômico e financeiro dessa empresa, com as datas mais importantes de sua história.

  • Foi em 2011 que o aplicativo Snapchat foi lançado no App Store da Apple. No entanto, foi preciso esperar até o mês de novembro de 2012 para que o aplicativo seja disponível para Android;
  • Em 2013, isto é, apenas dois anos após seu lançamento, o Snapchat recebeu um investimento de 13,5 milhões de dólares através da empresa de capital‑risco Benchmark. O mesmo ano, o grupo Facebook lançou uma proposta de compra do aplicativo no valor de 3 bilhões de dólares que será recusada após uma primeira recusa por 1 bilhão de dólares. O chinês Trecent teria feito uma proposta de compra por um montante de 4 bilhões, oferta que também foi rejeitada. O Google, igualmente, fez uma proposta de compra cujo montante permaneceu desconhecido;
  • No início de 2014, o Snapchat foi alvo de pirataria, alguns dias somente após um alerta feito pela empresa de segurança em informática Gibson Security acerca de uma falha no aplicativo. 4,6 milhões de contas SnapchatDB foram assim pirateadas. Evidentemente, o Snapchat melhorou sua segurança. No mesmo ano, em outubro, o Snapchat anunciou a possibilidade de difusão de mensagens publicitárias no aplicativo, na forma de fotos ou de vídeos, sem restrição geográfica, que os usuários poderiam escolher de visionar;
  • No final de 2014, o Snapchat se associou com o serviço de pagamento Square, a fim de propor um serviço de mensagens efêmeras, com o nome de SnapCash, que permite aos usuários enviarem‑se dinheiro. Em dezembro, vazamento de e‑mails entre a Sony e o Snapchat deixa a entender que o grupo gostaria de lançar sua própria marca musical, voltada para alguns artistas que a empresa deseja promover na sua plataforma;
  • Logo no início de 2015, o grupo Snapchat anuncia o lançamento de um serviço de difusão de mídias chamado Discover. Tal serviço teria como objetivo de cobrar o conteúdo oferecido pelo Snapchat e criar nele um espaço de publicidade destinado aos anunciantes que o desejariam. Ainda em 2015, o número de usuários do Snapchat estimado foi de 200 milhões de cadastrados ativos. Também foi naquele ano de 2015 que o Snapchat teve sua maior evolução com uma progressão de mais de 55%, notadamente por causa da publicidade oferecida por diversos anunciantes;
  • Em 2016, o grupo Snapchat comprou a empresa canadense Bitstrips, editora do aplicativo Bitmoji que permite criar avatares personalizados em quadrinhos, por um montante de 100 milhões de dólares. Ainda em 2016, o Snapchat comprou o aplicativo Vurb, que permite a reserva em eventos e serviços de proximidade, por um montante de 110 milhões de dólares. Enfim, por volta do mês de setembro, o Snapchat anunciou a troca do nome por Snap Inc., bem como o lançamento de uns óculos de sol conectados e equipados com mini câmeras, chamados “Spectacles”.

Onde negociar a ação Snapchat on line?

Embora recente, a ação Snapchat pode ser negociada desde já na Bolsa por meio das melhores corretoras do mercado. Basta você se cadastrar e criar sua conta de trading on line para poder comprá la.

*Os CFD (contratos sobre diferença) são instrumentos financeiros complexos que apresentam um risco elevado de perda rápida de capital por causa da alavancagem. De 74 a 89% das contas de clientes individuais perdem dinheiro ao negociarem CFDs. Você deve assegurar-se de compreender perfeitamente o funcionamento desses contratos e que você tem condições de se expor ao risco de perder dinheiro nessas negociações.